sábado, 28 de fevereiro de 2009



Desces no meio das sólidas rochas, numa dança ruidosa e energética

Vais montanha abaixo visitar todos os que te esperam

Convives com a natureza numa harmonia sem igual

Contornas qualquer obstáculo, vais com destino...é normal!

Esperas dias mais quentes,para que te possamos banhar

Ouvirás o riso das crianças ansiosas por te saltar.

Na paisagem que te abraça, há poltronas de musgo verde

Onde o convite para sentar é imperioso aceitar.

Levo lápis e papel, para registar os teus contos

Caracterizo a tua casa com descrições que são só minhas

Lanço o meu olhar de perto para conhecer a tua natureza

E vejo na roupa que vestes a tua ímpar beleza.

Passam cavalos selvagens, lá ao longe...

Ouvem-se as aves raras com cumprimentos melodiosos

Sentem-se as vénias das árvores ao buliço da tua passagem

Ai, este ar tão suave que passa vestido de brisa!

Ai, esta luz tão ténue que calça a montanha a crescer!

Do encanto supremo do que me rodeia, tu és suprema, Natureza!

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Desafio

A querida amiga http://equilibrio-eu.blogspot.com/lançou-me estes 3 desafios.
Aí estão as regras:
1-Indicar a pessoa que te enviou o desafio.
2-Deixar as regras no blog.
3-Nas regras ainda deixar público 7 coisas sobre você.
4-Deixar um comentário a quem se vai indicar.
5-indicar 5 pessoas

Desafio 1 -7 coisas sobre mim:
Sou mulher, apaixonada pela vida e pelos seus desafios constantes!
Gosto de passear descalça na praia.
Adoro música;
Raramente choro!
Tenho EM.

Desafio 2 - 7 Desejos

Que todos os que me rodeiam estejam bem e de bem com a vida.
Ser capaz de fazer o meu marido muito feliz.
Ver a minha mãe recuperada..
Ter a admiração da minha filha.
Ser capaz de a educar da melhor maneira, preparado-a para o mundo em que vivemos.
Passar algum tempo da minha vida a contemplar o céu...
Ser bem sucedida no trabalho

Desafio 3 Fazer um acróstico da pessoa que te enviou o desafio.

E...s meiga e sensível
L...ês nas entrelinhas as emoções
I...maginas o mundo feito à nossa medida
D...entro do teu mundo tão especial
A...mas cada pessoa pelo que ela é sem saber o que ela tem!


Aceitei os desafios e agradeço a oportunidade. Repasso aos queridos amigos…
Deixo aqui um comentário geral aos meus indicados, já que são amigos queridos e estão sempre dispostos a participar de brincadeiras e desafios. Agradeço a todos esta disposição.
AnaMartins
Eduardo Poisl
Vãnia
Sónia Schomarantz
Serena Flor

Bom fim-de -semana,
Luísa

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009


Hoje peguei no pincel e lancei tinta de cor garrida

Deslizei-os por entre a tela e deixei-os arranjar guarida!

Da tabela de cores, usei as mais alegres e gaiatas

Dei ânimo à pintura e deixei-me envolver nas tintas

Escrevo na tela a cor da vida, a transparência da cor da alma

A marca acesa das cores da alegria

Deixo cair umas letras expulsas pela criatividade.

Hoje escrevi na tela as cores da amizade

Dei-lhes movimento e alma, andei com elas ao colo!

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Braços cruzados...ou talvez não




Hoje não me apetece escrever
Mas, tenho vontade de sorrir para as palavras
De as ler e sorver o seu mais profundo conteudo!
Hoje não me apetece pintar
Mas, tenho vontade de olhar para a paleta
De inventar cores imaginárias e misturá-las na tela
Hoje não me apetece criar
Mas, tenho vontade de rever o inventado
De valorar o já criado e sonhar...
Amanhã irei escrever, pintar e criar
Terei vontade de voltar
De ler a vossa poeticamente simpática visita
De fazer trocadilhos e criar.
Amanhã virei pintar letras criativas...

domingo, 22 de fevereiro de 2009

Rosto escondido

Este é um rosto escondido
Por entre plumas e cor
De algum pássaro ferido
Que morre lentamente, de amor!
Este é um rosto em folia
Que sai para a rua animar,
veste a farda da alegria
o Carnaval vai festejar!
Este é um rosto que sofre
por alguém que decidiu partir!
Mesmo que hoje não mostre,
pois o lema é SORRIR!
Este rosto tem um olhar
que fala mais alto que o traje
está triste e quer chorar
está triste,em homenagem...
Saiu para a rua saltar
com uma voz que não é sua
Leva na alma tanto amar
Carrega em si, o pesar da Lua!
Em noites de lua amou
Sonhou e entregou-se a alguém
foi para longe! Voou!
Morreu e já não é de ninguém!
Mas, este rosto de desalento,
Vê novos voos no ar!
Agarra-se a cada momento,
como nova oportunidade para amar!

Aproxima-se o Carnaval e com ele a ilusão do momento, de vestir novos rostos e esquecer o desalento!

sábado, 21 de fevereiro de 2009

O pensamento a falar...



Quando o pensamento tem som e o olhar se traduz em palavras, temos a alma a descoberto,num parco momento que esvoaça e apresenta a essência do oxigenio que nos corre nas veias. Poderemos apresentar a vida como um belo palco de bailados, onde os seus dançarinos se fundem em harmoniosos movimentos e nos deliciam no prazer de os ver dançar. Um dia assistimos, no outro bailamos. Um dia ouvimos pensar, no outro oferecemos pensamento. Ouve-se, numa aprazível melodia, o pensamento daqueles que escolhemos para o nosso círculo de convivio!Lê-se no olhar as suas emoções! Partilha-se a vida no pacato entardecer, de um sol que se vai deitar, preparando-se para um novo acordar... Programam-se os projectos de futuro, numa bela paisagem de calma, onde os nossos momentos de pensamento são vividos com segurança no presente dos afectos. O meu pensamento fala alto, bem alto para que todos o oiçam. E o meu olhar...acompanha singelamente a dança das mãos. Poderá o pensamento falar alto e mostrar os pássaros que nele voam, os sentimentos que nele moram e lhe promovem uma primavera clara e alegre, de todos os feixes de luz que o atravessam.

O pensamento falou...

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Fada Ana Lu


Andas feliz!
Aproxima-se o Carnaval e deixo que escolhas a fantasia que vais vestir.
Escolhes uma fantasia que, pela sua delicadeza, combina contigo na perfeição.
Tens ar de fada, olhar de grande esperança nos outros!
Fazes voos de reconhecimento e de entreajuda pelos teus pares.
Sorris com os sucessos dos teus amigos. Limpas as lágrimas do seus choros.
Tens pós de magia no olhar e espalhas a tua alegria por onde passas.
És meiga, serena e atenta ao olhar de quem se cruza contigo.
Serás a Fada Sininho, por tantos dias quantos os que desejares!

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

O mundo nas mãos


Na vida ,queremos o melhor!
Queremos escolher o que vestimos, o que comemos, o que lemos, o que ouvimos.
Na vida, queremos segurar em tudo com a força de uma mão!
Uma mão que afaga, que compõe, que alimenta, que ondula ao som do olhar.
Na vida, queremos estar perto de todos os que amamos!
Queremos pré-sentir o que vai mal, para ir a tempo de mudar.
Gostariamos de fazer o mundo girar e nele fazer parar o que gravita de mal.
Qual de nós poderia gerir o girar do mundo, e fazer da sua rotação o maior crédito?
Estendemos as mãos para o segurar, mesmo tendo o resto dos membros a empurrá-lo.
Podes rodar com leveza...eu ,levemente irei rolar ao teu sabor!

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009


De arteeefeito.blogspot.com, veio com todo o carinho, este selo cor-de-rosa, que alegrou o meu cantinho!
A ti, Ana, desejo muito sucesso no caminho pela arte...já aprendi contigo formas de entretenimento com as crianças, muito profícuas!
Sábado, cá estarei para reutilizar os restos dos lápis de cera. Vai ser uma tarde animada.
Até sempre, enquanto estiver predisposta para aprender.
Divido-o com todos os que por cá passam!

domingo, 15 de fevereiro de 2009

A tua solene e esperada chegada












Estavamos ansiosos pela tua chegada!
Por te ver brilhar sem a opacidade das núvens.
Queriamos muito o teu calor, o brinde dos teus raios,
a tua força para rodar, rodar, rodar...
Vens silencioso, a subir a montanha
Mostras o teu brilhar aos mais altos braços
das árvores que te anseiam abraçar.
Todos te aguardamos.
A mais pequena semente, só será lançada à terra quando a aqueceres!
As janelas do quarto onde habito, só serão abertas quando tu entrares.
Anda, vem, todos te queremos receber!
Preparamos a tua chegada com canteiros a prumo.
Tráz as crianças lá da rua ao jardim para brincar!
Convida o velhinho a sair para comprar o jornal, no quiosque que o espera.
Aquece os bancos do jardim a quem quer alimentar as pombas!
Anda!Vem! Estamos todos à tua espera.
Trazes nos teus raios o calor que fará desabrochar a mais bela flor, carregada de cor e perfume!
Anda! Vem!Estamos todos à tua espera!
E eu, estarei aqui, de pé, num especial cantinho, com o hino da Primavera.
Anda! Vem! Aguardamos a tua chegada!

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Boa noite










Esta noite, vou dormir e sentir o sabor do descanso no calor dos lençóis.
Vou sorrir nos meus sonhos e aplaudir os vossos sucessos...sempre!
Esta noite, enquanto durmo, vou amanhecer com sol em dias quentes de verão
e tomaremos o pequeno almoço na esplanada.
Esta noite, enquanto durmo, vou poder esquecer as marotices da vida...
Vou clarear os horizontes de quem só vê névoas, para poderem apreciar o doce e bom sabor que a vida tem.
Esta noite, enquanto durmo, vou poder rir e chorar sem fraquejar.
Sim, porque até quando durmo e não durmo, sou uma guerreira sem arma para lutar.
Esta noite enquanto durmo, vou descansar...

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

o Verso do Verso


O verso de verso,
tem escondida a simplicidade
de alguém que gosta de letras e quer delas fazer palavra!

O verso do verso,
cobre uma grande vontade
de construir uma torre de mensagens
de enaltecer a amizade...
Apetece-lhe pintar de azul
todas as letras de A a Z
de lhes dar a cor do céu
de lhes dar som, como se vê!
O verso do verso,
tem uma pessoa sensível
que aprecia quem a rodeia
que valoriza todo o teu mais pequeno gesto!
O verso do verso,
tem-te lá a ti e a mim
com frases de atenção e ternura
pelo teu carinhoso gesto
ao deixares também o teu olhar de perto.
Tu, tal como eu,
Compões O VERSO DO VERSO!

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Base de sustentação de pó de oiro

Piso o pó de oiro e oiço o chiar das areias
Olho em redor e alcanço o horizonte
Lá ao longe há barcos de pesca em faina
Por aqui, apenas partilho o profundo esburacar do chão
Onde gentilmente poiso os pés e sinto a minha base de sustentação.
Ouve-se o vento a assobiar melodias dedicadas às gaivotas
Ouve-se a voz do mar, com ensinamentos oferecidos a quem por lá anda.
Dançam nas dunas as acácias, com tão belo sonar
Desenham-se bancos doirados, onde o amor vai morar
Desço as dunas luzidias, reflexo de um sol só meu
Ofereço os meus pés ao oceano, que me recebe com uma vénia gentil.
Poderoso, imenso, azul e amistoso, apaga os meus vestigios
Dá um novo brilho ao areal...e continua o seu trabalho, engolindo os seus grãos, em constante duelo de forças da natureza.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

O verde nas mãos

Nas mãos trago o verde que da terra amanhei
Carrego nelas a esperança que nela encontrei
Encontrei formas de vida, de trabalho e de lazer
Trouxe o fruto da vida e do labor que levei.
Esta terra, produziu formas de amor e de alento pela vida,
É uma terra quente em dar, que agradece ao mundo as sementes que lhe oferecem e retribui com mãos cheias de cor!
A cor de um produto que nela se apanha, de uma dádiva que nela se encontra.
O encontro do já feito, do acabado, do divinamente trabalhado e entregue a quem lhe estendeu a mão e colheu da terra o fruto desse amor.
Uma mão cheia de amor...de uma terra cheia dele para dar!

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Valença do Minho

Valença do Minho - Norte de Portugal


Esta é a minha cidade natal
Onde a minha mãe me trouxe ao mundo
onde me deu os primeiros mimos
e trocamos os primeiros olhares!
Fica dentro da muralha,
e tem um forte centro de comércio
É visitada por turistas de todas as origens
é fotografada por mil e uma objectivas!
Nos seus vértices e ameias,
encontram-se os melhores motivos de registo!
Naquelas ruas estreitas mas arejadas,
vemos as mais bonitas marcas
de gente que se dá aos visitantes.
Uma cidade que é minha, porque me viu nascer!


Este foi um desafio do Fred:
"1. Escolher o nome da cidade, atual ou da antiguidade, cujo nome ache o mais bonito entre todos os nomes de cidade que você conhece.
2. Postar uma foto dessa cidade
3. Escrever algo, ou alguma referencia sobre a cidade escolhida.
4. Indicar três pessoas para fazerem a mesma coisa.
Beijo"

Lanço o desafio a:
Ana Martins
Dalaila
Elida

Um desafio literário..de Ana Martins

Cumprindo o desafio da Ana Martins,nobre senhora de encantos mil, saltei até à página 161, do livro "Nas Brumas da Utopia", da Almedina, sabiamente escrito por Henrique Silva Araújo, onde na sexta frase da página diz:

"Às sextas-feiras tinha a permissão de abalar mais cedo para o Porto"!

Coincidência, não Ana?

Quem transporta a personagem desta história, de seu nome Ana, é um colega da empresa que faz entregas à sexta-feira para os lados do Porto. Ana apenas aproveitava a boleia para chegar a casa mais cedo. Mas, não se livrou do maldizer dos colegas por aproveitar a boleia...


Adorei o desafio.Cruzámos!
Completando...

Repasso o desafio para 5 blogers:
http://farolnoventodonorte.blogspot.com
http://patinaremfafe.blogspot.com
http://thelastebutnottheleast.blogspot.com
http://serenaflor.blogspot.com
http://eu.blogspot.com

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Sexta-feira à noite...no sofá!


Finalmente, é sexta-feira à noite!
Limpei o pó ao sofá, fui buscar a mantinha e moderei as luzes.
Actualizo o correio e preparo o livro que vai a meio para o acabar.
Descanso, desejado descanso,
Fazes-me companhia até domingo!
Vamos os dois partilhar os dias, saborear o dolce fare niente...
Este descanso é a terapia do aconchego, da afago, do mimo talvez.
É a vontade de ficar sem nada fazer, de falar sem nada dizer,
de rir com vontade, de comer bolachas com geleia e queijo fresco.
De carregar as baterias do nosso tempo!
De, juntamente contigo, sonhar,sonhar,sonhar!
E, aos sonhos, vou buscar alento para mais um dia.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

À Felicia

YouTube - «Perdidamente», música em LGP


Para ti, Felicia!
Tudo o que sei em LGP (Lingua Gestual Portuguesa), aprendi contigo.
Dedico-te este video, com todo o carinho.

Amizade

Longas são as viagens que fazemos
Eternas as conversas que temos
Partilhamos saberes, dividimos cumplicidades
Falamos por meias palavras
Prevês as minhas atitudes
Olhas-me como poço sem fundo
onde moram os nossos segredos isolados
Rimos juntas, choramos juntas!
Aplaudimos os sucessos, aprendemos com as perdas,
Vangloriamos os amores, sacudimos os desgostos.
Caminhamos, passo a passo, abraçadas nesta amizade
que nos conduz seguras, rumo à velhice...

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Beautiful blogger


Este prémio foi gentilmente oferecido pela Ana Martins!
Quando o vi no blog dela não me apercebi que me foi oferecido! Talvez porque não me achasse merecedora dele!
Um beijo especial para a ANA, pelo seu carinho tão especial!

Prémio Magic Blog


Este prémio é reflexo da nobreza de atitude da Serena Flor!
Fui mimadinha!!!
Partilho com quem me visitar!

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Dias cinzentos, molhados e frios


Estes dias cinzentos, molhados e frios
Escurecem o pensamento,
Melam a criatividade,
Gelam os sonhos!
Estes dias cinzentos, molhados e frios,
quedam-nos por casa,
sem esculpir novos projectos,
sem ver o velho no banco do jardim,
sem sonhar, sonhar, sonhar!
Estes dias cinzentos, molhados e frios,
são verdadeira obra de arte,
pela transformação da natureza,
pela celeridade com que a água corre nas cascatas,
pela beleza do rolar das pinhas no valado.
Estes dias, pela cor cinza,
mostram a beleza de um raio de sol
que espreita envergonhado, com vontade de brilhar!
Estes dias, pela humidade que transportam,
apresentam a delicadeza das gotas de água
nas pinceladas que traçam na pintura do dia!
Estes dias, no frio que carregam,
aconchegam o abraço, enaltecem o afecto,
roborizam o mais singelo rosto.
Estes dias cinzentos, molhados e frios,
são dias que nos permitem sonhar por dias vindouros,
de fonte de crescimento de novas culturas e da vinda de novas espécies.
Estes dias cinzentos, molhados e frios,
lembram-me a minha infãncia a pisar as bermas geladas, de uma rua cantada!
E como já era feliz!





segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Tulipa cor de fogo




Tão delicada flor, com pétalas cor de fogo
Tráz na sua forma sorrisos e um olhar melodioso.
Típica oferta de Deuses, pelo semblante divinal
aromatiza os segredos, liquida o que é banal!
Faz festas à luz, ao raio solar mais brilhante
Acompanha os movimentos,a leitura escolhida,
partilha os bons momentos,a dança divertida!
Vês como gosto de te ter?
Fazes companhia ao viver, pedes para água beber,
e desejas continuar a acompanhar
os movimentos, a luz e o ar de cada dia!
Em bicos de pé fiquei, só para te ver florir.
E tu,
delicada,
suave,
aguardavas o amanhecer
só para me ver sorrir!

domingo, 1 de fevereiro de 2009

Ancoradouro...de amor














Sublime delicadeza dos gestos
Do olhar que se lança no outro
Da transmissão de calma no tumulto
Da dádiva serena de paz.
Tenho-te visto preocupado
Ancioso por soluções de problemas não por ti criados
Mas em ti firmados pela tua verticalidade pessoal
Finalmente senti que o porto ancoradouro do teu barco é igual ao meu.
É um porto onde vemos os barcos sair e entrar, com toda a dádiva que nos assiste dar.
Um porto seguro nos afectos, com barcos de âncoras firmes e robustas,
Mas que não está preparado para o tsunami da falta de seriedade.
Neste porto,ancoramos os botes, damos a mão e apreciamos a paisagem.
Vemos uns entrar, outros a sair e alguns, os bons, a permanecer...E nós, estaremos aqui, sempre firmes, sempre ouvintes, sempre falantes, sempre nós.
Contigo, morarei neste ancoradouro, enquanto o sol brilhar.
Assistirei ao poisar das gaivotas, sentirei o vento que de leve ondula nas águas do rio...
Continuaremos a receber os barcos no ancoradouro e a agradecer a sua visita por nos ajudarem a firmar a nossa âncora!
Na despedida, sentimos sempre vontade do regresso, da visita renovada, do riso e da alegria de vos sentir por perto. Sempre no ancoradouro...