segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Imensidão de simpatia...límpida

Numa qualquer manhã, virei-me para o oceano
Ele chamava simpaticamente sereno!
Dediquei-lhe algum tempo sem tempo, sem hora, sem termo,
E abracei-o, efusivamente!
Senti-lhe emoção no buliço das ondas,
que na sua imensidão se apresentavam agitadas e frias!
Habitado por mil espécies,
cumprimentou a afluência do rio!
Sorriu ao louvor que lhe foi atribuido
Gostou que o olhasse imenso!
Voltou a mostrar as ondas num ruido
Acalmou com sorrisos de insenso!
Por vezes louco, poderoso,
Tocou uma serenata com a tuna do vento
Que de norte assobiava novos acordes...
Resistiu-lhe quem o venera,
quem o observa num profundo olhar atento.
Vais um dia cansar, mar belo!
Voltarás a chamar quem te olha,
Oferecendo ondas calmas,
que delicadamente poisarás no areal para beijar os olhos de quem te observa!

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Linha da (con)fusão


Há uma linha longinqua,
com almofadas de nuvens,
onde o fim do mar se funde com o inicio do céu!
Que bom seria lá repousar, recostar a cabeça e sonhar...
Passaram as velas ao sabor do vento, apressadas no navegar!
O brilho convive com todos,
raia o sol que os habita e presentei todos os dias!
Na fusão onde se confundem,
ouve-se apenas o sinal do mar e
do vento que se desloca e faz sentir o seu sonar...
Que bom seria lá chegar!
Tocar essa linha do horizonte
Sentir que entre o céu e o mar há um lugar perfeito para (na)morar!

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Um dia de praia


Praia bela com grãos de oiro!
Foste invadida por gente apressada no viver,
traziam crianças sem regra, sem orientação, sem vontade de querer!
Saltaram bolas, ouviam-se pontapés ocos,
raquetes loucas violentamente socadas pelos seus pais!
Gritaram contra o mar sem respeitar a maré!
Descontrolaram-se na liberdade da imensa praia
onde foram largados para não controlar!
Contam-se os que te desenham,
Os filhos da praia que te oferecem castelos e te dizem:"és minha"!!
Porque esses, esperam que os outros saiam,
e, com olhares intensos, proclamam-te Rainha!

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Hoje, o rio parou

O rio não anda,
não corre, não passa, não desenlaça!
O rio parou sob o olhar atento do sol!
Hoje, ao entardecer, deixou-se ficar quedo e mudo...
Todos o puderam ver, sentir, ouvir, cheirar!
O rio parou face ao buliço dos visitantes, dos acalorados veraneantes!
Hoje o rio parou e pairou sobre o seu leito,
viu passar o mundo que se preparou para o deitar do sol!
Hoje o rio parou para receber a lua que veio cheia de luz,
num brilho celesteal pronta para iluminar o mais desatento olhar
num belo momento de verão!
Hoje o rio parou para nos ver andar, caminhar, passear por entre o mais belo luar!
Hoje o rio abraçou o meu olhar, deu tempo de me enamorar pelo seu belo sonar...
Hoje o rio foi meu! Parou para que o visse serenamente passar!

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Tempo de ter tempo



Veio o verão, o calor e o movimento!
Veio ávido de energia, de convites à praia em tardes de alegria!
Chegou a vontade das sardinhadas,
da brasa acesa, da cerveja fresquinha,
do pimento e do pão de milho na mesa!
Chegou o tempo das conversas de amigos,
do tempo sentado,
das divagações sobre a vida e do melhor que ela nos trouxe!
Chegou o tempo de ter tempo,
de olharmos nos olhos de todos,
de sentirmos o valor das pessoas e, juntamente com elas,
sentirmos abertos os trajectos futuros!!!


segunda-feira, 17 de agosto de 2009

os poemas da minha vida, sem os ler


Fiz de "Os poemas da minha vida", publicação avulsa de um jornal diário de renome, na edição das escolhas seleccionadas por Urbano Tavares Rodrigues, a minha sebenta de férias.
Transportei-o na mochila e abri-o tantas vezes quantas as que tive vontade de ler.
Li e voltei a ler! Abri-o sem ler...só para o ter nas mãos como companheiro.
Mas não! Não era o livro que procurava!
Procurei algo que me fazia falta, algo em que pegava para companheiro sem ter que o ler!
Algo que me fazia falta para saciar a vontade dos dedos para além do desfolhar das páginas poeticamente escolhidas, por Urbano Tavares Rodrigues!
Li e voltei a ler, mas senti falta de escrever!
E na vontade de o fazer, risquei palavras, algumas letras sobre folhas ao sabor do lápis a desenhar sentimento de férias no papel!
Desenhei alguns momentos que publicarei ao sabor do tempo, enquanto vos sentir por perto a ler!

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Fui de férias

Foto da net
Com saudades na mochila,
Um protector de carinho e um olhar de abas largas!
Trarei beijinhos do mar,
E colocarei etiquetas com mensagens de afecto!
A brisa, será guardada no bolso,
para a poder usar em momentos de serenidade apática!
O aroma a maresia,
viverá tanto tempo quanto o que me recordar do som do mar!
Estão a ouvi-lo????

domingo, 2 de agosto de 2009

Entre o mar, o rio, a terra e o céu

Foto da net
Dias de repouso, de olhar o céu entre o mar e o canal do cávado, em terra firme!
Dias de buliço, de prancha empurrada pelo vento, a sentir a força da água, num contentamento!
Dias de sorrisos sádios, de abraços sorridentes e passeios explosivos!
Dias meus com o olhar deles!
Dias deles, com serenidade minha!
Dias de festa! Dia de aniversário!
Dias de passeios longos com o cão!
Dias de livros escolhidos para abrir, imaginando-me no deserto!
Dias de MP3 e bicicleta, com Enya a brindar o rodar dos pneus!
Dias de Jornal! Dias de pão quente pela manhã!
Dias de partilha do meu tempo com quem mais amo!
Dias de familia!Dias de encontros adiados!
Dias retemperadores para encarar os dias que virão...stressados!
Dias de não pensar em nada...de deixar-me viver os dias completamente enamorada!

sábado, 1 de agosto de 2009

Regresso da beira mar

Foto da net Lembras-te do passeio à beira mar?
Das estrelas ainda visíveis e do despertar do sol?
Lembras-te das conchas colhidas?
Das palavras balbuciadas, em tom de promessas de amor?
Tudo se cumpriu...cumpre!
E a ti, o mar ofereceu a promessa da renovação,
dos votos celebrados em nome da nossa união!
Jamais as ondas levarão oceano dentro
As conchas escolhidas para fossilizar o nosso amor!
A mim, trouxe-me uma onda de inspiração
Para te poder homenagear em cada momento,
com beijinhos do mar e búzios recheados de emoção!