quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Recital de Outono

foto de JOÃO MENÉRES

Recital de Outono, numa folha pintada de velha, com inspiração de olhos atentos às cores que a natureza pinta!
Caiu ao de leve o toque suave do bom gosto literário, com o teu sempre olhar de perto aos pequenos grandes nadas da vida!
Belíssima foto, SENHOR!
(Obrigada pelo empréstimo.)

sábado, 23 de outubro de 2010

Cores de Outono

Foto da net

Foge a luz do sol...
E o asfalto fica preto, vermelho e amarelo!
O sopro do vento despe a ramagem
 que abriga a miragem do carvalho velho!
E quando a chuva teima em cair,
vem pintar o solo numa tela de Nahir!
Outono é um velho em decomposição,
É esperança de vida em nova estação!
Traz um sorriso quente por cavacos a arder,
sabores doces com canela e das romãs acabadas de colher!
Outono é mudança...
...e na mudança, vive-se outono !

sábado, 16 de outubro de 2010

Tempo...

foto da net

Nada há que o tempo não cure,Que as ideias não mature,E o semblante transfigure!
Se medirmos os efeitos do tempo no tempo que perdura,
saberemos os seus defeitos , o mal que causa e dura...
Tempo não passa de tempo,
de circuitos de ânimo e de desalento!
De olhares sorridentes ao que passa,
De sentimentos asfixiantes ao momento!
Dele não voltamos a abraçar o instante...
...mas caminhamos com ele, sempre adiante!

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Prémio de escalada

Foto da net
Por mais sinuosas que as escadas sejam, o caminho é tentar subi-la!
Cada degrau é uma nova conquista, uma nova etapa de conhecimento!
Saber olhar os vértices e limpar-lhes as arestas não é dom comum!
Alisam-se e formam-se degraus seguros para os vindouros...não permitindo que caiam!
Olha-se em frente, respira-se fundo e prepara-se novo impulso de subida!
Hoje, respira-se a segurança da menina que aprendeu a andar...sem machucar, machucando-se!

domingo, 10 de outubro de 2010

Momentos...

Foto da net
Um dia, quando a tristeza bater à porta,
vou saber cruzar os braços, mostrar cansaço e talvez partir...
Vou olhar a tristeza e dar-lhe a mão, com sabedoria!
As coisas vãs, vão continuar a passar-me ao lado!
Os bocadinhos de mim que ficam partidos não se notarão!
Os sorrisos em mim mostrar-se-ão seguros, como de quem sabe porque já não ri!
Olhares serão destinados só a alguns...
...e os cantos das vozes serão seleccionados!
Um dia, vou estar aqui a sorrir de mim!
Porque no dia em que decidi ficar off...algo em mim partiu, foi o fim!
Um dia, quando a tristeza voltar a bater à porta,
vou ter aprendido a olhá-la com um sorriso,
empurrando-a para bem  longe de mim!

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

off-course...

Um beijo ternurento, enviado para a Chica!
Um beijo de lembrança para o João Gustavo, que me não esquece todos os dias!
Um beijo para Lenjob, sem fazer guerras em meu pensamento!
Um beijo com adMYRAção, nas visitas diárias ao meu espaço!
Um beijo amigo...em pONto morto...ferida!
Um beijo grato, Isa!
Um beijo reconhecido pelas doces visitas, Xana!
Abraços com arte e feitio, Ana Lúcia.
Abraço sOFFt, tONHo.Em OFF, mesmo!
cOFF, cOFF, Inês! Reconhecidamente OFF!


Delicadamente, poisei o lápis e o papel!