quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Feliz 2011

votos de um novo ano com momentos cumulativos de felicidade!
Que os 365 dias que se adivinham, tragam sorrisos, sonhos e venturas a realizar!!!

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Celebração


foto da net

Sou uma voz que diz:
os meus alicerces são o afecto!
Cresci no seio de uma familia onde a palavra de Deus entra suavemente,
como uma mensagem de amor.
Onde festejar o Natal é, acima de tudo, uma festa de familia:
- tempo de celebrar o nascimento do "Menino".
Um tempo eterno de amanhecer com musicalidade, com uma Mãe fantástica, sempre cheia de alegria!
Onde o estalar da lenha no fogão nos faz sentir quentinhos entre pinhões, nozes e passas!
Olha-se o pão em mil pedaços, fatiam-se os cacetes, mistura-se o leite com mel...
Há sorrisos mil num despique saudável de mimos!
Hora de pôr a mesa...de ver esvoaçar a imensa toalha de linho,
bordada de oiro e folhas de azevinho!
Hora de marcar os lugares...de fazer a surpresa da decoração,
num ambiente de festa e de muita animação!
Toca a campainha! Volta a tocar!
São amigos de sempre que um abraço vêm deixar!
O pudim da amiga da mamã, as nozes do senhor do fundo da rua,
que, por tradição, são trocadas por vinho fino que levam para acompanhar o pão-de-ló!
Entretanto, as batatas já cozem e o bacalhau vai a acompanhar!
Há surpresa no forno! Que será que estão a preparar?
"Lú, prepara a decoração do Perú", diz a mana mais velha, que tudo tem que orientar!
Respira-se felicidade, no seio desta famili, da minha familia!!!
E nesta nossa mesa de Natal, se mais alguém vier, terá sempre lugar para sentar,
porque afinal, é NOITE DE NATAL!



A todos, votos de um SANTO NATAL!




quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Desejo de Natal


foto da net

Estão a ouvir-me?
Vou segredar-vos um desejo: o meu desejo de Natal!
Este ano, não vou pedir a bicicleta, Pai Natal!
Vou pedir-te um embrulho redondo, de papel doirado e laço vermelho!
Vou desejar que me ofereças o mundo!
O mundo tal e qual ele é,
com ornamentos de verdade nos pinheiros da amizade!
Quero um sorriso aberto, naquele abeto!
E no pinheiro manso, gostaria de ver um beijo!
Talvez consigas pendurar também, um abraço, no outro mais além!
E neste, pertinho aqui de casa, deixa apenas um sopro de mimo!
Aquele que me sustenta e alenta para o resto do caminho!
Pode ser, Pai Natal?
É apenas um desejo...sem qualquer mal!


domingo, 12 de dezembro de 2010

À FELICIA:



foto de Luísa
Tenho ensaiado a melhor composição para te dizer o quanto te admiro!
E, nos meus dias, tento aprender contigo a ler nos outros os lábios do seu entusiasmo:
- porque no teu olhar nos lês de perto,
- porque no teu sentir nos distingues pelo que de melhor há em nós!
Nos dias que estão por vir, tenho a certeza das aulas continuadas do teu saber,
com muita vontade minha, de contigo poder aprender!
Prometo que tudo o que me ensinares, irei com todos partilhar!
"Bom dia!", já todos sabemos dizer!

Obrigada, Felicia!

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

@ de...

...
foto da net


...de @ mor pelos dias que se seguem!
...de @ cordar ao lado de quem se gosta!
...de @ ndar  no mesmo sentido!

...de @ qui e  de @ gora!
...de @ vançar!
...de @ ssumir a partilha como a base!
...de @ rrebatar os minutos numa explosão de vida!
...de encontro, de sintonias, de divergências convergentes,
...de sapiência e de sorrisos imensos na porção do dar no amar!!
@ de @mor por ti! 

domingo, 5 de dezembro de 2010

Parabéns, MYRA LANDAU

foto da net

Se numa bola de sabão te pudesse aquecer os dias
Mandaria numa um raio de sol,
E Na outra todas as demais alegrias!
Hoje, mandaria também um laço vermelho,
daqueles dados com arte,
para te poder surpreender,
e um sorriso causar-te!
Sopraria tantas bolas...
Sopraria a de um bolo de aniversário
a do champagne, da música...
Mas, acima de tudo,
sopraria a de uma amizade bonita,
aquelas que nos aproximou pelas palavras
num momento de sonho,
quando a tua Arte encontrei!
Parabéns, adMYRAvel SENHORA!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

O som do sabor das cores da lareira

foto da net


É o som das tuas cores
O calor do teu queimar
Das achas que estalam saltando
Na tua lareira a esquentar!
Saltam felizes, agasalham o frio
acolhem quem vem e
Ouvem as tertulias de familia, num desvario!
Eram pinhas que já são pó,
apanhadas rente ao rio, num final de verão,
num dia que preparava Dezembro adivinhando o frio da estação!
E, em cada som das tuas cores, hoje reflectes acção
Aquela que me deu alento e fez sorrir, no dia em que parei,
por prevenção!