sexta-feira, 29 de julho de 2011

A ti, PÊ

foto da net

Enfrenta-te! Avança!
Vai em frente! Decide!
Ouve-te e avança.
Lê-te no verbo e faz a tua dissertação!
Podes sempre começar pelo passo que dás e pelo sentir do caminho seguro!
Pelo aperto de mão que te define!
E pelo amor no sorriso suave que transmites!
Vai! Caminha!
Sabes-te diferente e pelo diferente sabes-te especial!
Não pela insegurança que te assola, mas pela delicadeza que te acompanha!
Vais prosseguir caminho. Vais brilhar no teu destino!
Porque nas cartas avulsas que experimentas,
escreves-te num ponto de indecisão, com a certeza que continuas...
Vai! Ouve-te e avança!
Lê-te no verbo e faz a tua dissertação!

terça-feira, 26 de julho de 2011

Mar que me (a)colhes...o Verão!

foto da net

Vi-me sorrir entre o sol,
num momento de calma,
a segradar ao vento o prazer de te ver, MAR!
Recebeste-me em ondas que estalam um belo cantar,
Com um simpático afago do vento...um ligeiro acenar!
Vi-me sorriso de verão! Vi-me sorriso de férias...
Vi-me elevar a vida num momento de verão!

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Diferente

foto da net

Entre muitos, entre iguais, entre todos...
Olhas-te no meio da escuridão e vês-te feixe de luz
Perdida...sozinha...ausente...
Em busca da claridade e do mundo que se escapa no negro!
Marcas diferença? Marcas presença?
De que te serve?
Olha-te por entre muitos, num mundo obtuso de escuridão
E...acende-te!

domingo, 10 de julho de 2011

Olhar sobre a varanda...

foto da net

Vejo da varanda de casa o beijo oferecido ao verde!
Vejo o verde da montanha no maduro carinho com que nos olha!
E lá longe, bem longe do olhar da varanda de casa,
alcanço-te partilhado com o mundo numa imensidão que toca o céu
e o recebe felicitando a veste azul!
Piscam-lhe os olhos pestanados de branco,
com nome de benção que aguarda o descer do sol!
Hummmmmm!Da varanda de casa, vejo-te verde,
vejo-te sonho bafejado de aragens,
num tom suave natureza!

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Boa noite!

foto da net

Na noite que aclarece o olhar, brilha o céu incensante!
Avalancha a mancha escura o cintilar prata das estrelas,
que sorriem e lampejam no seu mais belo sorrir!
Boa noite...