quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Cumplicidades...

foto de Luísa - Oceano Atlântico - outubro 2013

Quando o céu tocou o mar
e o azul se pintou de cinza
lavaram-se as lágrimas do olhar
e
de repente
mergulharam-se aromas de sonho,
numa maré de aventuras vividas!
Na linha do horizonte,
guardam-se os segredos contados ao ouvido do tempo...
...numa partilha de cumplicidade entre o céu e o mar!

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Um olhar sobre a imagem

Bangladesh - 2013 - Inácio Vilaça


É no brilho da simplicidade que mora a grandeza do ser!
Vieram todos e eram muitos
Trouxeram o som da gargalhada e a respiração sôfrega das corridas na areia!
A curiosidade mora nos corações
que palpitam pela fotografia tirada!
Hoje, enriqueci uma tonelada de afeto...

Bangladesh - 2013 - Inácio Vilaça


domingo, 27 de outubro de 2013

A perfect day - da lua ao luar...


foto de Luisa - ao luar...

Um dia perfeito...
...quando pensamos regressar a casa...
Um dia perfeito...
...quando fico feliz por o ter passado contigo!
Lou Reed

sábado, 26 de outubro de 2013

Falar do tempo que passa

Ofir - setembro 2013

Não vou falar do sol, nem das nuvens que apareciam
Vou antes falar de luz e de água que, timidamente, se despediam!
Vou falar de saudades, de apertos no coração,
de aventuras no rio e testes ao vento do norte!
Vou lembrar os dias quentes de verão, do rio que passa e sorri profundamente...
Vou apenas despedir-me da hora
celebrar o tempo que passa e desejar
um novo tempo vindouro...

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Olhar

foto de Luísa

Busco em ti a cópia da meiguice no olhar,
da traquinice dos dias,
e da genica ágil na corrida!
Talvez um ensinamento de ser ternura,
o respirar indiferente da loucura,
ou um leve afago na amargura!
Quem sabe,
o desejo de ser irracional,
pensando bem...



terça-feira, 22 de outubro de 2013

Passeio a duas

foto de Luísa

Fomos de encontro à imensidão do verde
Sentimos a liberdade do campo e caminhamos
cabeça erguida...cabeça levantada.
Fomos ligeiras e tu segura,
fomos de olhos fechados, descalças,
de nariz aprumado como quem respira o mundo!
E tu, desperta!
Foste companheira de liberdade!
Hum! Enquanto o mundo espera a limpeza do ser,
nós fomos sonhar na relva a crescer...

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Cheiro a papel...


foto da net

Comecei a ler na tua sala, pai!
Gostava de entrar e sentir o cheiro a papel,
de olhar do sofá a ordem com que os colocavas
e nos ensinavas a proteger a relíquia que é um livro!
Lembro as lombadas de cor aprumadas
e a ordem pela qual colocavas os livros acessíveis a nós, os mais novos!
Lembro de te ver virar as páginas e devorá-los...Lembro do perfume, do cheiro a novo, de papel recém impresso!
Lembro da estima que lhes tinhas...e tens!
O meu sabor a letras vem de ti.
Pelo gosto de as ler, pela vontade de as ter em meu poder
e poder delas fazer-te uma homenagem a ti.
Beijinhos, papá!

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

O teu cheiro em mim



foto da net
Tenho o teu cheiro em mim.

Aquele aroma suave que me leva os pensamento para

lugares distantes colmatando o momento saudoso que

que alimento ao lembrar-me de ti.

@ MDuArte

sábado, 12 de outubro de 2013

Sinais...

Varzea Cova- Fafe. 2013

Entre a colina e o céu sopra o vento de feição
Vem frio, vem de norte, vem com pressa e aflição!
Mora aqui o silêncio, a solidão do verde a envelhecer,
mora a paz e a canção que tocam a melodia da natureza
Entre a colina  e o vento,
há sinais de mim para ti, levados em sopro sagaz,
presos à montanha...


quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Escrito no musgo

Montalegre - abril 2011


Encontrei o lugar onde mora o sossego
e reside a ordem no equilíbrio do verde!
Mora num cantinho da sala de espera do mundo,
e permite que se estacione 
com o tempo preenchido...
...e os minutos por contar!
Este é o local de eleição
onde o melhor do tempo
fica para os que cá estão
e trazem uma mão cheia
de papel e tinta
para uma boa redação!

O sentimento de mim, hoje, ficou escrito no musgo...

terça-feira, 8 de outubro de 2013

Hoje

Rua das Trinas - Guimarães 2012

Há dias assim
que não correm bem nem mal
Que passam na corrida dos minutos
contados no desejo de ver o tempo passar!
Há dias assim
que sobem no trajeto da esperança
que andam de mãos dadas com a fé
e nos fazem percorrer caminho,
andando!
Hoje,
o dia foi assim,

sem azul no céu
nem aroma a jasmim!

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Ruralidade

Várzea Cova - março 2012


Na ruralidade dos campos
mora a simplicidade das ervas,
a singela arquitetura das eiras
e a mais tosca pastagem das ovelhas!
Guardam-se em molhos cavacos para secar,
podam-se arbustos pelos nós
prontos a rebentar.
Na ruralidade dos campos
mora a simplicidade de um olhar...

quarta-feira, 2 de outubro de 2013


Quando o resultado do dia é azul...
Fotos 2008 - margem do Cávado
...reinventamos o verde esperança

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Récita de Amor

foto de Zé Morais - setembro 2008


Sabes que te amo sem termo, sem tempo e sem condição!
Sabes que te canto em cada estrofe de gesto sentido
e que te recito pela meiguice!
Sabes que sorrio pelo verbo amar
sempre que te vejo refletir e ponderar...
Sabes que cabes todinha em mim,
e no prazer de te ter a meu lado!
Hoje apeteceu-me declamar-te o amor!
A ti, só a ti, minha pequena flor!