terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Amor é fogo que arde sem se ver

foto da net

Hoje o coração está assim
grande, cor de fogo e até carmim!
Arde com calma, sereno,
sorri ao olhar para trás, aprendendo...
Explode de amor, de cumplicidade,
de olhares trocados de profunda amizade!
Hoje o coração bate forte,
pulsa pelos dias passados,
entre brindes de beijos e abraços trocados!
2013 foi mais um ano...
...um ano de ir mais longe nas cores do amor!

domingo, 29 de dezembro de 2013

Balanço 2013

foto by Ana Fernandes - inscrição em vidro


Em modo balanço
na marca do deve e do haver
a inventariar o que de mim sobrou em 2013...
Devo ter falhado, nunca desistido,
Devo ter chorado, mas também sorrido!
Devo ter rasgado um papel importante, mas também selado o melhor dos contratos!
Devo ter escrito fracassos do meu caminho,
mas também devo ter desenhado o melhor dos trajetos!
Devo ter dito horrores, mas também defini bem os meus amores!
Devo ter andado devagar, mas também corri!
Devo olhar orgulhosa para um pedaço de mim em 2013
e perceber que deste pedaço nasce um novo eu!
2014, aqui vou eu, em aprendizagem da vida,
tecida entre a linha e o linho,
gravada entre a broca e o vidro,
escrita entre o sonho e o real...
com a vida!

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

"BENVIDA"

Foto de Xose Figueroa - Pazo de Sabadelle

-Vês a porta aberta na casa do Paço?
Tem receção de boas vindas,
com cheiro bom a natureza verde!
Tem história contada em cada pedra erguida,
tem um mural de vida que convida a lá estar!
Tem sonho, tem vôos por levantar...
Anda, sobe a escada e senta-te em Pazo de Sabadelle,
sente o calor de bem receber num espaço que é teu, meu,
de quem ousar um dia lá  estar e sentir como é bom fazer parte da casa!
Degrau a degrau, sobe rumo ao encanto de uma casa especial!

domingo, 22 de dezembro de 2013

O meu presente para ti

foto da net

É assim que vejo Natal,
Entre a felicidade de um laço de afeto 
e o embrulho da partilha de tudo o que sou!
Este ano?
Este ano sou a inscrição esculpida do amor num copo de leite,
com espaço reservado para doçura!
Sou um sinal de aquecimento para momentos de sofá!
Sou a agulha que se enlaça no linho e deixa a flor desabrochar!
Este ano sou mais mãos de afeto, num sinal de mim para ti!
Espero que gostes!

sábado, 21 de dezembro de 2013

Premonições...

foto da net


Sinto baixinho dentro de mim
o brilho suave do Natal!
O olhar tem brilho de prata,ténue de luz...
O pulsar do coração,
explode de alegria,
antecipando uma noite especial, vivida em família!

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Não desistas

foto da net


Há momentos em que o melhor de nós se despede.
Despe-se de essência, despe-se de sobrevivência,
despe-se do pulsar ritmado para bater fora de nós!
Sentes?
Desnudam-se os sentimentos de mim,
para que veja em ti um sorriso,
um olhar,
um sentido de esperança num futuro a desvendar!
Não desistas...vais vencer!

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Delegação de competências

Luísa Vilaça - outubro 2011 - foto de Justino Vilaça (papá)

Quando o queixo te treme e a voz solavanca,
quando olhas para Deus e agradeces o que construíste,
quando abraças a família e nos queres dizer o quanto nos amas...
Quando me escolheste porta-voz da linguagem d´alma
e me fizeste interprete da tua missiva.
Olhei-te nos olhos e escrevi-te pela emoção!
Desenhei o teu sentir em cada pestanejar,
em cada ruga franzida para de ti falar...por ti falar!
Orgulhosamente, 
falei de mim, para ti, em nome do amor que a todos nos dás!
As vírgulas ficaram para trás.
Obrigada, papá!

domingo, 15 de dezembro de 2013

Finalmente, preparação do Natal


Árvore de Natal - 2013 - foto by Luísa


Renovam-se os tempos de vontades famintas
De risos de crianças em casa
De aromas de canela e açúcar em pó!
Revivem-se histórias contadas,
ornamentadas pela luz da família!
Jesus menino, quando nascer,
irá trazer um novo brilho,
uma bênção de esperança,
um sinal de futuro risonho em nós!
E nós, iremos a correr partilhá-lo contigo...







sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Sentar no outono...

foto da net


Adormeceram as folhas calmamente no solo,
numa leitura de contos infindáveis...
Contam o sol que as secou,
a chuva que com elas chorou,
o vento que as arrancou perto de um final feliz!
Contam contos narrados
num esquecimento sentido do tempo que as viu secar...
Entra e senta no jardim,
assiste ao espetáculo que a natureza te dá!



quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Porque me chamas "palavras"

Foto de Luísa - Natal 2009


Hoje vieste ler o tamanho da minha escrita
como se testando a imensidão de cada palavra.
Fomos feitos palavras doces num enamoramento eterno,
numa tentativa certa de redação ainda por escrever!
Hoje sentiste o sabor daquilo que invento e crio
numa tentativa vã de não embrutecer!
Porquê a escrever?
Porque a escrita é a forma suave de elevar a criatividade ao sonho!
Agora percebes porque me formo palavras...
...porque as palavras chamam por mim!


quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Hipérbole de Fenda


Reflexos de Luisas- Fevereiro 2011 - Hipérbole de Fenda



Fomos ver a matemática que a ciência explica
E na possível reta do olhar vimos a curva trajetória que interseta
o conhecimento! Da procura de explicação:
-"maravilhoso movimento da reta móvel que interseta o eixo de rotação".
Parece impossível! Estás tão crescida!

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Marés

Luísas - fevereiro 2011

Corremos os oceanos em 5 horas de aventura!
Mostraste a cor da felicidade em cada habitat visitado
e
deixaste no vidro refletido um traço do teu sorriso!
Anuí ao teu pedido, 
e viajei apeada no bote do imaginário...
Hoje o conto está em navegação,
numa qualquer onda de embalo.
Escrevo a tua história, numa redação de vontade imensa de te ver sempre assim:
feliz em todas as tuas marés!


segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Estranha loucura

Lameira - Fafe - inverno 2011

Quando sobes o olhar o que encontras é o céu.
Não te prendas na imensidão do imediato,
reserva-te o direito do que está além para te encontrar...
Quando lá chegares, deita-te no chão,
poisa o queixo entre as mãos,
abre os olhos e vê:
- está o mundo inteiro à tua espera.


domingo, 1 de dezembro de 2013

Casuística do olhar

Lameira - Fafe - foto by Luísa

Há um triângulo que mostra luz
onde o amor mora e a feminilidade seduz!
Tem robustez,
olhares de desejo e um rubor na tez!
Se na base mora a fertilidade,
no topo mora a imposição da matéria,
a casualidade da ordem
na organização delicada da imponência do caos!
Casuística do olhar...

Sinais de fogo, o amor

Fevereiro de 2010 - foto de Luísa

É no olhar que te leio e te sinto feliz
e vejo como dominas
 a linguagem de "apache",
na subida célere ao posto de controle,
na observação serena e pacata que fazes do que te rodeia!
Como é fácil amar-te e dedicar-te a energia dos meus dias!
Assim, sem mais nem menos, simplesmente porque tu és única!