sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

A cor do dia

Foto by Luísa - da janela da cozinha

Abro a cortina pela manhã
enquanto espevita o dia!
Algo tocou na cordilheira montanhosa,
num leve soar de sorriso quente!
Estas foram as cores dadas,
num momento passageiro de alvorada!
Um presente oferecido a um olhar de perto singelo,
à mercê de quem observa e vê um toque
das mãos de Deus na nossa vida!





quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

A cor do sorriso assume as cores do dia...

foto da net
Nas horas em que o dia mostra todas as cores
enlaço um louvor a Deus pelas tintas que usou!
A manhã abre os olhos com sol
e a tarde encolhe-se com o frio,
refugiando-se no colo do vazio
num preenchimento do sonho sem dormir!
Mais um dia pintado a bom gosto,
numa paleta de cores reinventada dia a dia...



quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

No calor das cores...

foto da net

São linhas que curvam e oscilam
entre a visão e o olfato,
cintilando na loucura serena de feixes de luz!
Sente-se o toque invisível do calor
que abraça e acolhe o medo!
Ouve-se a cor que ensaia o tom
e presenteia o segredo
do fervor das cores que embalam o ser!
No sossego das cores...
...adormece-se lentamente, suavemente,

para que se voltem a reinventar ao acordar!





terça-feira, 28 de janeiro de 2014

...tem a cor da felicidade!

foto da net


A cor com que escrevo está vidrada nos olhos
e pulsa em cada batimento cardíaco!
Tem dias que carrego nos tons pastel,
aqueles dias que tudo tem sabor a mel!
Outros dias que abuso da cor azul,
quando fundo o céu com o mar.
E outros há em que não largo os verdes,
viajando pela natureza que me rodeia!
Se vos pintar o sol, aqueço a redação!
  Se traçar a lápis o desenho do meu dia,
uso carvão e escureço o tom!
Mas,
como na esperança de um novo texto
mora a cor da paixão,
escrevo um final tom de fogo,
numa cor quente,
vermelho,
porque não?

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

A cor do que escrevo é...


foto by Luísa
Não voltarei a escrever
enquanto não souber a cor do meu texto!
Não importa a cor dos meus olhos
mas sim a profundidade do meu olhar.
Não importa a cor do meu sorriso,
mas a sinceridade com que o ofereço!
Não importa a minha cor,
porque de mim dou o meu melhor
para ver sorrir!
Mas a cor das letras que escrevo,
ainda gostava de as definir!
Serei clara, serei obscura?
Serei amarga, ou escrevo doçura?
Serei uma frase solta,
ou uma composição em verso?
Que viro eu quando escrevo,
que me revejo tão serenamente enamorada pelas letras?


domingo, 26 de janeiro de 2014

Zona de erosão

foto by Luísa - Ofir - 25 janeiro 2014

Entre o vazio e o nada
vê-se a imensidão do mar fundida no céu...
Ao mar, confidencia-se o segredo que depressa afoga!
Ao céu, abre-se o coração, que rapidamente guarda entre nuvens!
Quando se resgata a emoção,
nascem ondas de erosão
numa formação slack
soprada pelo amor...
...numa duna desenhada para só para mim!

sábado, 25 de janeiro de 2014

Gostaria um dia...

foto e trabalho de MYRA LANDAU - www.myra-parole.blogspot.com - 2014-01-09


Gosto da prata que brilha no peito
Gosto do brilho que traz no olhar
gosto de gostar deste jeito
como se não houvesse mais nada nem ninguém para apreciar!
Gosto da criatividade de Myra
gosto da sua forma viva de estar!
Gosto de gostar da sua arte e sobre ela dissertar!
Na especialidade, nada sei,
mas sei,
na simplicidade do olhar,
que gosto de gostar
deste ritmo de vida de quem nos ensina a apreciar...
Gosto da sua forma viva de estar com a vida
e
gostaria de um dia ser-lhe igual!
;-) 

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

O teu mimo

foto da net

Quando me sentes com o olhar perdido
e sem audição a qualquer ruído
fazes com que eu sinta a importância das cores
apurando outro sentido!
Hoje desenhas-me uma nova linha no rosto
entre o sorriso e a serenidade!
Fazes-me sentir o aroma de uma happy hour,
num encosto extensível da calma na felicidade!
Sem brincos para brilhar,
deixo-me perder no deserto do nada,
encontrando o teu mimo,
sentindo-me amada!


quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Luar

foto de Xose Figueroa Lorenzana - R.ª Sabadelle


Vê,
 a noite mostra a luz
que redige a palavra amor!
Escreve na terra o romance da sedução,
num leito imaginário que nos atrai
pela lua que espreita e inspira!
Estas são as redações lidas do luar,
de olhos fechados em sonhos abertos para o amor!
Há mais poesia,
editais por publicar,
textos escritos
nas noites
de enamoramento e amor,
ainda por sonhar!
Há mais noites que Lu...ar!



quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Flora no rio

foto by Luísa - Cávado
Senti saudades dos juncos bailarinos
e do verde da flora que tinge sorridente as tuas margens!
Talvez da límpida forma como te apresentas
e me organizas o passeio entre lagos,
da possibilidade de sonhar entre lontras e gaivotas
e me mostro livre no sonho...
...sem acordar!
Senti saudades do teu suave ondular,
do habitat natural das lontras
que assusto ao chegar!
Senti saudades!




terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Sede de mar...

foto by Luísa

Há um reflexo no mar
de prata instalada pelo brilho luzidio do oiro!
Entre o toque quente do céu
e
o aroma gélido das águas do norte
inspira-se serenidade...
Volta, mar calmo, que te tenho sede!
Esvazia o teu caudal para te beber paz!
Regressa às marés
sem estalar ondas de agitação...
...numa preia-mar calmia, iluminada pela lua!






segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Para ti, amigo João

foto by Luísa - en-qua-dra-men-to


Chegou a hora de mostrar quando o meu sorriso brilha!
-É quando tu tocas o meu coração num embrulho surpresa de alegria!
Chegou a hora de mostrar porque somos amigos!
- Porque o sabor da partilha nos alimenta os dias de amizade suprema!
Chegou a hora de perceberes porque não alinho o enquadramento da foto!
- É porque de fotos não percebo nada e no meu nada mora a tua sabedoria!
Hoje a surpresa é para ti, senhor das mil e uma belas imagens!
Para ti, João Menéres, com um brilhosinho no rosto!


domingo, 19 de janeiro de 2014

Presentes à janela

foto de Luísa - Fafe, 19 janeiro 2014

Num olhar que se levantou envergonhado
atreveu-se a luz brincar em tom descarado!
As cores furaram as nuvens,
embelezaram o horizonte depositando um presente
num qualquer ponto de terra!
Na ilusão de o receber,
seguiu um sorriso sereno,
acompanhando a dança do arco
que depressa desapareceu...
Hoje, ele foi a mais inesperada visita do dia!



O mar...

Ofir - 18 janeiro 2014 - foto by Luísa

Quanto agitadas vêm as ondas que da praia fizeram mar alto!
Assustam o olhar faminto de mar, intimidando quem se aproxima,
com um vozeirão feroz à chegada!
Rebentam revoltas as ondas do mar,
tal ira trazem na imponência da sua força...mordaz!
Hoje não vês areia, não vês nada.
Ouves-me zangado, de trovoada,
na disposição de me fundir no céu
e lhe dar a cor cinza espumada!
Hoje,
sai daqui...

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Na serra...

Foto by Luísa - Varzea Cova - Fafe

Na sensibilidade do olho resgatou-se a intensidade da luz
do verde que se apagava
e do azul que se escondia!
Saias de cinza no céu se vestiram num dia que adivinhava frio,
entre as giestas fustigadas
e o aroma da serra que aparecia!
Olhares de perto...

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Vive hoje...

foto de Luisa - Tejo - Parque das Nações


É no horizonte que deposito o futuro
e vejo a esperança da fuga das nuvens
no desejo de ver um céu limpo!

Talvez um sopro de vento de norte
Um empurrão a chamar a sorte
Ou um toque suave de morte, talvez!

Não!
Hoje a esperança mergulha em águas calmas
Abre os olhos em emersão
E respira calmamente,  dizendo baixinho:
- vive o futuro hoje, devagarinho!

Mas vive!

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

A simpatia de um licor

foto by Luísa - Surpresa de Xose Figueroa Lorenzana
 Foi em tom de prémio que recebi ares de Pazo de Sabadelle!
Ares aromatizados, delicadamente embrulhados, 
com etiqueta sóbria de
Xosé Figueroa Lorenzana!
Vestiam o verde da folhagem que decora os castanheiros,
com surpresa lacrada dos segredos mais saborosos de Chantada!
foto by Luísa - Licor de Noz, de Cereja, de Café e de Tojo

Hoje caio em mim de mimo premiado,
de sorriso inebriado
num trago saboroso de amizade!
À vossa saúde!



domingo, 12 de janeiro de 2014

Entre mantas e sonhos

foto da net

Estado de cansaço matinal
que nos acorda e empurra para o sofá
deixando-nos a ouvir o frio!
Entre uma acha na fogueira,
um chá de menta e um biscoito de canela,
há uma manta que aconchega e afaga!
As leituras terão que ficar adiadas,
os filmes serão vistos entre sonos e alvoradas,
e as conversas que se façam baixinho.
Hoje o dia será para
parar...

Na marginal...

foto by Luísa - Marginal

Olhas sozinha a marginal
despida de medos e futilidades vãs,
abraçando o tempo que se propõe!
Suportas o vento do norte que fustiga sem piedade,
acolhes delicadamente o temperamento do astro-rei,
 mostras-te vigilante do rio que passa...
...e te deixa murmúrios de historias vividas!
Decoras as nuvens que te sorriem ao passar,
com ramos nus de meigos abraços!
Sabes?

- Hoje o céu mostrou-se entristecido
por só poder ver-te ao passar...

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Surpresa "Gatunos"

foto by Luísa - Tuna Académica do ESEIG - "GATUNOS"

Pediram para parar, que escutasse o seu canto!
Ecoaram, na praça, três toques na guitarra, 
afinaram sorrisos marotos e começaram a escrever entoando
"Cartas de amor"!
Assisti a uma balada dançada entre capas estendidas no chão,
de vozes afinadas e disposição saudável de quem é jovem e abraça a vida num eco de voz!
No baú da memória, vou guardar a escrita de hoje!




quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Coração de pedra

Foto by Luísa - Guimarães

Foi de pedra que esculpi o coração
Tal muralha construida no berço!
Sem escrita, sem palavras, sem redação de sentimentos de mim!
Hoje ouve-se apenas o som do sol, num tempo que adivinha inverno temperado!
Salpica aromatizado de frio apurando o aconchego entre cachecóis e lenços de seda!
Hoje sente-se o gosto do tempo num tempo não ensaiado pelo olhar do dia...

Hoje escrevem-se olhares sentidos
com o coração resguardado numa muralha de pedra!

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Hoje, pela manhã...

Foto by Luísa - da janela da cozinha vejo o sol


Hoje, pela manhã, senti o sol subir a montanha!
Furava o céu e pintava de cor  o meu horizonte!
Pelo olhar, senti a mão de Deus na minha vida...
...e pedi à alvorada para não mudar!
Enquanto as pálpebras fecharam
as cores do céu mudaram
e o tinteiro de Deus fechou-se sem lacre!
Hoje, pela manhã,
estive a vê-Lo pintar...



terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Saudades

foto da net


Simplesmente, saudades...
...de ter tempo para dar ao tempo.
...de sorrir livremente e ir de encontro ao presente!
Simplesmente, saudades!

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Bolero

foto de João Menéres - Espinho


Foi formoso, bem seguro
e,
na prudência da margem, resgatou a ira da costa!
Captou um bailado agitado entre a maré e o paredão que a trava
em bolero ritmado a acordes de mambo!
Há um aplauso de loucura entre olhares arrojados
e a benção de um deus menor...
Este é um momento do "Grifo",
com a grife do cenário e a cor de um olhar especial...
A vida é feita de momentos
e este momento ficou para sempre!
Mais palavras, não sei dizer...afogaram na onda deste mar!
Até mesmo o céu, na cor do infinito, aplaude a tua encenação...

domingo, 5 de janeiro de 2014

No caminho...

Foto de unha parte de Galicia - Vilar. O Courel, By Carmen Perez. oferta  de Xosé Figueroa

Vejo-te no caminho que segues
entre ladeiras de sonho e
traços rigorosos do real!
Vens ansioso,
desejoso do encontro apenas marcado pela vontade de chegar aqui..
Hoje esperamos-te com saudade!
Saudades da subtileza presente
na ausência temporária de ti!

sábado, 4 de janeiro de 2014

Orgulho-me de ti

Foto by Luísa - Ana Fernandes - Abril 2013
Foto by Luísa - Ana Fernandes - Abril 2013


É com orgulho que te assisto a embalar-me!
Tocas suave,
tocas baixinho,
tocas o meu coração, por tão pequenino!
Já danças e balanças com as pautas,
encetas o melhor de ti em cada nova melodia!
E eu,
fico aqui quieta, olhando,
vendo o som da tua escala maior...
Dedicas-te no tempo ao tempo dado a tocar,
e
um dia, quando o vento que sopra me acordar,
irei ouvir-te encantada, sem pestanejar!

Cama de areia

foto de Luísa - Restinga de Esposende

Na língua de areia estendida até ao mar,
sente-se o sabor da brisa!
Passa leve,
permanente...em cada segundo do olhar!
Na sua presença traz o pensamento
da caricia nos cabelos, do sorriso ao acordar...
O paladar da aventura  comunga entre o rio e o mar,
num sonho vivido a dois...
...na cama de areia feita ao luar!

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Perspetivas

Foto by Ana Lú - Luísa

Em cada novo dia aprendo um sorriso!
Sonho e desenho projetos de futuro!
Em cada orbita ocular oscila a felicidade,
e a vontade de amar, amar e amar!
Poiso sem descanso a vontade do ser,
e avanço acelerada rumo a ti...rumo a nós!
Entre mim e ti só nos separa o ar
que alimenta o olhar e esboça o sorriso...
...no risco de um beijo
e de um abraço que fica por dar!
Amanhã...