quinta-feira, 31 de julho de 2014

A palavra...

foto by Luísa
A palavra é...

...o que era!
Tem valor, tem sonoridade, 
tem sentimento sem idade!
Tem danças, valsas e tangos sem fim,
tem olhares de namoro, tem os nossos olhares por vezes cegos-carmim!
Tem sinais de (des)encontros,
tem toques de magia numa redação dada por nós!
Tem textos avulsos, rimas salteadas,
tem saudades escritas numa só palavra!
A palavra é...
...amor!

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Oratória do silêncio

Lembra-te que quando falares
terás somente palavras de seda:
umas serão coloridas e outras sóbrias de cor!
Lembra-te que quando sorrires
verás apenas a suavidade do ser:
uns serão amabilidade e outros dóceis sorrisos!
Lembra-te que nos teus gestos
moram a leitura de ti:
uns dias, serena atitude,
 outros, tempestiva na fala que sorri! 
Lembra-te não esquecer,
que na oratória do silêncio mora o melhor de ti!

Assim, só!

Apeteceu-me vir até aqui
sentar, calar, os olhos fechar e sentir!
Apeteceu-me vir até aqui e nada fazer a não ser...
...a não ser poder aqui estar sem nada fazer!
Só mais um pouco, pode ser?
Assim.
Só!

;-)

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Porta - de João Menéres

foto de JOÃO MENÉRES - www.grifoplanante.blogspot.com

Que belo jardim se abriu em flor
numa porta de casa empedrada!
Será de enviar carta de amor,
para entrada tão bem decorada!

E o azulejo que se lhe avizinha,
de esquadria e tons outonais?
Merece uma rima com mestria,
aos olhos que a viram, fenomenais!

Se soubesse algo melhor dizer
talvez não escrevesse aqui.
Enviaria em carta lacrada
uma mensagem só para ti!

;-)

domingo, 27 de julho de 2014

Saudades do que era

Esgotei o cansaço
Esticando-me em mim,
num dia de sol envergonhado...
O calor intenso,
ofereceu sorrisos livres à natureza,
num trajeto verde flutuado no Cávado...
Acabei do lado do mar,
espantada pela sua revolta,
numa praia engolida pela fúria do inverno.
Quem te viu e quem te vê!!!



sexta-feira, 25 de julho de 2014

Deixa a lua brilhar...

foto da net
Deixa a lua brilhar!
Sente a brisa quente do mar
...e deixa a lua brilhar!
Cruza as pernas, senta-te no chão, 
olha a linha do horizonte
...e deixa a lua brilhar!
Deixa o tempo passar, 
fecha os olhos sem pestanejar
...e deixa a lua brilhar!
Sentes a vida?
- Então deixa-te estar! 
É para ti este luar!

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Redação do pensamento

foto da net
Penso pouco,
penso muito,
penso em tudo por nada!
Penso cheio, penso vazio,
penso com cor, enamorada!
Penso no que fica para trás,
penso no que vivo hoje,
penso no silêncio aprendido
e no ruído que me mete nojo!
Penso rápido,
penso lentamente,
penso na infantilidade adulta
e na forma madura de ver crescer!
Penso assim,
penso pensar mal,
porque quem não me ouve pensar,
cansa-se de tão mal de mim falar!


quarta-feira, 23 de julho de 2014

Tentativa de escrita

foto de João Menéres www.grifoplanante.blogspot.com

Aqueço as letras ao apagar o sol,
mimo-as pelo tempo laranja,
deixo-as fluir em cada suspiro distante
tal navegação incógnita
 por um texto não escolhido!
Se soubesse (d)escrever-te,
entre o céu e o mar faria um poema
que no reflexo de ti daria um sonho...
...a sonhar!
Posso tentar...talvez começar ao sol raiar,
e nele deixar as palavras aquecer.

terça-feira, 22 de julho de 2014

Cartas

foto da net

Sei que me escreves sem letras
e  que
 me dedicas os mais belos poemas de amor!
Sei que guardas, fora papel,
 a dedicatória eterna,
da eloquente evocação da paixão!
Sei que me consagras tua
nas palavras que ficam por dizer...
...mas que bem ditas se situam
neste meu tão belo viver!



segunda-feira, 21 de julho de 2014

Olhos nos olhos

foto by Karine - Aldeia do Pontido - 12 de julho 2014

"Acho uma delicia quando você esquece os olhos em cima dos meus" - Chico Buarque

...e, se me permite,
 acho delicioso também
ler-te para além do olhar,
ver-te para dentro da leitura,
ouvir-te todo tu,
num pequeno rasgado olhar!
Os teus olhos nos meus,
dão sorrisos mil,
entendimentos secretos,
sonhos apenas vistos pelos dois...

domingo, 20 de julho de 2014

Duna de oiro-inverno, veste verde-verão!

foto de Luísa - Ofir - 20 de julho 2014 - duna na encosta sul

Vi-te curva dunal
beijada pelo mar de inverno que te
galgava, encosta doirada,
num enamoramento não licenciado!
Transpunha a tua habitual calma
enrolando-se em ti, deixando-te alterada!
Mudam as luas, mudam as marés,
sossegam os escritos que só tu lês!
Das ondas superadas de janeiro
apenas lhes vemos sinais de beleza...
...numa duna que de oiro virou esperança,
numa roupagem verde, tom de mudança!


sábado, 19 de julho de 2014

Um pássaro no céu...

foto by Luísa - Ofir, 19 de julho 2014

Esperei-te, surpresa de chuva,
num Minho meu carregado de cinza!
Corri litoral dentro encontrado-te desenhado no céu!
Tinhas asas, voavas e dizias em segredo:
-"o tempo foge-me devagarinho!"
E eu, feliz por te ter apanhado,
dei corda ao  relógio,
fiz apressar o tempo
deixando-te  passar de nuvem a água evaporada!
Apanhei-te de asas,
com voo marcado rumo ao sol...

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Grãos de areia

foto da net

Poderia ser um pouco de areia,
uma poeira vã,
caída no mais intimo do meu ser!
Poderia ser um conjunto de grãos,
um areal imenso,
decorada no meu sentimento de ti!
Poderia tão somente ser uma pedra,
um coração de calcário,
sobressaído de todos na beleza do areal.
Poderia ser tudo que eu quisesse...
...se o desenho da vida não falasse por mim!

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Sons campestres

foto de Carmen Perez alvarez

Estão em uníssono a cantar o verão!
Quem não sente o seu perfume
não vê o campo em orquestra!
Trabalham todo o dia em afinação de cores
com acordes de tempo delicioso!
Tal saia rodada de menina,
estampada por cópia alegre,
ouvem-se os seus cantos entre xailes bordados.
Senta-te, não vás embora!
Sente  o clarinete soprar...

quarta-feira, 16 de julho de 2014

V de vale na serra

foto de Luísa - serra da Lameira - Fafe

O mais suave vento sopra na serra!
Traz brisas aprumadas
Silêncios erguidos
Encantos motivados
O mais suave som levanta-se
assobia perfilado de verde
oscila no movimento das ervas
e encanta o olhar!
No meio do nada
mora o mundo
observado de nuvens brancas
que se emocionam para o alimentar.
Se chover, chove alegria.
Se nevar, neva magia!
Se o sol raiar, cresce em flor aroma lilás!
Por aqui,
o V de vale, chama-se serra!

terça-feira, 15 de julho de 2014

Para ti

foto da net


Hoje escrevo para ti
que me lês dançante nas letras

que me ouves melodiosamente sensual
que me dás passos certos e capazes de embalar!
Hoje escrevo para ti
 que me ensaias pela manhã com emoção
que me vês rodopiar no pensamento mais triste
que me sentes feliz em par!
Hoje escrevo para ti
 que lês com os olhos da alma
 que na calma que te acompanha
tens paciência para ler o meu tango!
Estarei bem assim?



segunda-feira, 14 de julho de 2014

Onde a natureza começou

foto de Karine Ribeiro - Aldeia do Pontido - Fafe
II Convivio do DRH-CMG-2014

Ouvidos que estavam os pássaros,
sentidos que estavam os poros por onde o calor gritava,
eis que a terra se veste de verde
e exala perfume-cascata!
Vistos os sons saídos dos carvalhos
percebidos não sós naquela cachoeira,
coacharam as rãs,
 assobiaram as aves,
e fez-se o batismo de filão de água,
Vizela!
A natureza começou aqui...



domingo, 13 de julho de 2014

Divagações em frente ao mar

foto by Luísa - Ofir
Nas ondas calmas do mar meu
inspiro as linhas da memória não guardada!
Sonho as viagens não feitas de mão dada,
recordo a ilusão de todos os trajetos traçados ainda acordada!
Divago em frente ao mar numa duna sentada, olhando o norte,
sonhando o futuro com reserva de tudo,
sem restrição de nada!
Sonho-te acordada
numa asfixia totalmente enamorada!


TAG-convite de João Menéres



Um convite do JOÃO MENÉRES do blog www,grifoplanante.blogspot.com é uma honra e eu procuro responder rápido.
O meme ou tag, é para ser repassado para 6 blogueiras/os depois de ser respondido, completando as frases.

O mundo seria muito mais feliz se ...
Não houvesse preconceito.

Uma amizade é realmente importante quando ...
Está no sitio certo à hora certa!

Paciência e tolerância são para mim ...
Ouvir muito mais do que se fala! sorrir perante a adversidade aceitando-a calmamente!

Algo que me irrita profundamente é ... 
Alguém dizer que eu disse algo...sem eu ter dito.

Acho que as pessoas mais humildes ...
...são as de maior grandeza!

Quando o dia amanhece nublado eu ...
...respiro fundo e agradeço ter acordado!

Uma qualidade indispensável nas pessoas é ...
Saberem ouvir!




sábado, 12 de julho de 2014

Para um bocadinho


foto by Luísa - Barragem de Queimadela

Se parares um bocadinho,
 sente o cheiro do carvalho,
abre os olhos ao aroma mais belo e desfruta!
Se parares um bocadinho,
ouve a sinfonia assobiada dos grilos,
e vê os peixes a saltar!
Se parares só um bocadinho...
...vais sentir o quanto é belo poder aqui te encontrar!




Divagações do olhar

foto da net

Só vês a cor dos meus olhos quando brilham!
Só sentes o brilho dos meus olhos quando dormem!
Só respiras o meu pestanejar quando de perto!
Sim, porque os meus olhos dizem-te o meu mundo
e o meu mundo diz-te tudo
num abrir e fechar de olhos
a descoberto...



quinta-feira, 10 de julho de 2014

(A)Mar

foto da net

Sente o mar com o olhar,
 embala no som das ondas,
ouve-lhe o ritmo,
 saboreia a agitação da chegada
 e deixa-te ficar!
Quantas notas se junta para te cantar, mar?
Quantas palavras se ensaiam para te fotografar, mar?
Tantas quantas as melodias cantadas
em telas pintadas de amar o mar!
Ouves-nos olhar-te?




quarta-feira, 9 de julho de 2014

Vejo um beijo

foto da net

Vejo o tempo de repouso
sinto o tempo parar...
Antevejo os passos na areia
desejosos por não madrugar...
Vejo o dia começar tarde
um livro aberto a devorar
o pão com manteiga na mesa
um pouco de música a acompanhar!
Vejo o sorriso solto
as horas a passar devagar
a liberdade de ser feliz
num pedaço de tempo para amar.
Vejo um beijo...
...dado devagar!


terça-feira, 8 de julho de 2014

O cansaço dos passos

foto da net

Deixei os pés em repouso,
andando de mão-dada com a água,
sentindo-lhe os segredos...
De caiaque,
 ondulei na revelação da alegria das gotas
que pingam e beijam o rio numa tentativa
penetrante de namoro!
 Da natureza, trouxe a lição da harmonia,
a certeza que mora na simetria dos elementos
a paz que brota do cansaço dos meus passos!
O caminho é por aí...


segunda-feira, 7 de julho de 2014

Mais um pedacinho de amor

Adicionar legenda
Desde que te tenho que o amor cresce ao segundo!
Por um sorriso, por um olhar,
por uma reflexão vinda de ti 
num doce momento a brincar! 
Cresce pela doçura na voz!
Cresce pela ternura com os avós!
Cresce pelo humor assertivo!
Cresce pela delicadeza do gesto
e
pelo sentimento de ti pela vida!
Cresço contigo,
em forma de lua crescente,
numa imensidão de amor
chamado orgulho de mãe,
por te ter em mim
sendo tu parte da vida!

sábado, 5 de julho de 2014

Leituras de ti em mim

foto da net

Sei que pelo menos aqui me lês,
que me levas em letras para dentro de ti
e que me guardas em texto versado!
Lês-me  no verso de mim,
no rascunho ensaiado,
no excerto de memória escrita
num qualquer papel...hoje já amachucado!
Sei que pelo menos aqui me lês!


quinta-feira, 3 de julho de 2014

Brumas de amizade

foto de JOÃO MENÉRES: www.grifoplanante.blogspot.com

Sente-se a frescura verde
naquele ar densamente povoado do teu olhar!
Está por ali,
nas árvores que se guardam de raiz e despertam na copa de um sorriso ternurento!
Na essência,
 habita nas frinchas do mundo
tudo aquilo que captas e vês ao passar!
Porque te quero límpido?
- Porque preciso das folhas a voar,
do vento que lhes toca ao passar
e da sensibilidade única do teu olhar!



quarta-feira, 2 de julho de 2014

Vamos dançar?

foto da net

Oiço o vento soprar, levemente!
Faz balançar, entre ramos, aquele!
Aquele que me olhou verde,
eclético mas sublime em aroma-sensatez!
Sinto o sol poisar-lhes, suavemente!
Dá-lhes a cor primaveril, pujante,
transbordante de alegria no acerto de passos
da dança no tempo!
Alinhamentos...Vamos dançar?

terça-feira, 1 de julho de 2014

Preciso de chuva

foto da net

Preciso de chuva,
de água que me molhe,
de bênçãos que me não gelem
mas refresquem os sonhos!
Preciso do som da água a cair,
do tom de gotas apressadas
que me fazem sorrir
e me farão na rua dançar!
Preciso passar o tempo devagar,
deixar a calma imperar
e, na chuva, respirar ar!
Não preciso de nada...
...a não ser de chuva que caia ao relento,
sem me molhar!