sexta-feira, 29 de abril de 2016

Ir...

foto da net

Todos os dias parto,
sem meta onde chegar!
Todos os dias avanço
sem medo de magoar!
Todos os dias,
fortaleço o caminho,
indo devagar!
Todos os dias,
são dias de avançar!
Ir e voltar,
andar devagar,
com pena de parar...
...medo de não caminhar!
Todos os dias vou...
...sem parar,
todos os dias!


quinta-feira, 28 de abril de 2016

Esperança da leitura

foto da net

Ler é um prazer branco,
claro de lucidez e de sonho!
É sentido de liberdade,
orientação de calma sentida
num momento de prazer!
Virar de página,
leitura finda,
poisar do livro sobre o colo
laçado nas mãos
saciadas de saber!
Assim, num banco de ternura,
onde o olhar sorri
e o repouso de te ler
abre a história que se segue
 ainda por escrever!






terça-feira, 26 de abril de 2016

Leques de esperança

foto de JOÃO MENÉRES - www.grifoplanante.blogspot.pt

Verde imenso
pregado de clorofila
na fila do olhar!
Verde gaiato,
animado pelo dia
pronto a acabar!
Verde que se pinta verde,
imponente, carregado, cerrado,
num sopro de ar fresco
que se impõe moderar!
Verde,é sempre verde!
É ternura e abraço,
é enlace de carinho
num romance adivinhado
poisado nas asas de um passarinho...

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Escrever abril

foto de Xosé Figueroa Lorenzana - Pazo de Sabadelle

Abril,
sorriso de evolução
aperto de mão tremido,
alegre saudação!
Abril,
tertúlia adiada,
sonho reservado,
passeio já marcado,
degustação por viver!
Abril,
antes mesmo do calor vir,
uma tela pintada de verde,
uma margem do Minho calado,
um cravo para te ver sorrir!
Se de abril depender,
o sono irá despertar...
...a liberdade presa ao sonho,
num sentimento de si para viver!

sábado, 23 de abril de 2016

Olha para ti...

foto da net

Que bom que vieste!
Este post é para ti!
Entra, senta e lê bem o que escrevo.
Lê bem.
Não interpretes.
Lê, somente!
Não reproduzas pelo que a tua cabeça pensa.
Lê, apenas isso, lê!
Isso, mesmo.
Porque pior do que os teus olhos lêem,
é aquilo que a tua cabeça pensa...
e muito pior ainda, é o que a tua boca diz.
Agora, podes sair e não voltes.


quinta-feira, 21 de abril de 2016

Um pouco de ti...

Foto de Luísa
Sorriu de olhos fechados
ouvindo a tristeza cantar!
Parou no  tempo.
O tempo fez-se parar!
Cantou baixinho,
sem ninguém poder ouvir...
Continua de olhos fechados,
vendados à dor,
cerrados na saudade que a veio visitar!
Sorriu de olhos fechados...








terça-feira, 19 de abril de 2016

Corrido a vento

foto de Luísa

Corrido a vento,
soprado forte,
à bolina.
De lado,
mergulhado no chão molhado,
mareou!
Ziguezagueou contra o vento
e navegou sem ter para onde ir...
ficou!
Sopra o vento
num tempo que teima em passar,
 devagar!
Corrido a vento...
...contra o vento!

segunda-feira, 18 de abril de 2016

O cinza aqui tão perto

foto de Luísa
Tenho o sonho ao abrir dos olhos
 canto de visão só meu
talhado, liso, esticado no alto,
pedaço de céu...
Tenho um pedacinho de céu só meu
pintado de tempo que desapareceu
num toque de dedo-pincel
malhado,
escuro,
chorado...
Tenho um pedaço de nuvem
que (a)parece cinza,
prata,
pintada triste de ontem
e, de hoje, esperançada!





domingo, 17 de abril de 2016

Aprendizagem...

foto da net: https://www.youtube.com/watch?v=jZWRp4UqyRo

Penso em ti
em cada minuto que passa,
penso em ti!
Nas chuvas que caem e molham,
no frio que não se despede e vai embora,
penso em ti!
Nas conversas tidas,
nas não tidas
e nas que gostaria de ter tido,
penso em ti!
Penso eu,

pensamos todos,
porque todos tivemos o prazer
de contigo conviver
e perceber como a vida é 
traiçoeira...

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Uma oração...de paz


foto da net
"Se me amas não chores
Se conhecesses o mistério imenso do céu
onde agora vivo,este horizonte sem fim,
esta luz que tudo reveste e penetra,
não chorarias,se me amas!
Estou já absorvido no encanto de Deus,
na sua infindável beleza.
Permanece em mim o teu amor,uma
enorme ternura que nem tu consegues
imaginar.
Vivo numa alegria puríssima.
Nas angústias do tempo, pensa nesta casa
onde um dia estaremos reunidos para além
da morte,matando a sede na fonte
inesgotável da alegria e do amor infinito.
Não chores,se verdadeiramente me amas!"

Santo Agostinho


Verdadeiramente bela esta oração...transmite-me muita paz e sossego


segunda-feira, 11 de abril de 2016

Puto, foste tão cedo!

Foto by Luísa

"Se me amas, não chores!"
Impossível, Puto!
Irei chorar-te por cada café,
em cada risada anedotada,
na singularidade do conhecimento,
na invulgar forma de sorrires!
Se sou a tua "mana",
tenho que te chorar.
"Tu és tu!"
E eu fiquei sem ti!
Se te amo, choro!
O céu hoje, adivinhou-te,
Abrindo uma clareira para te receber!
Como não chorar?
Acabei de te perder!

domingo, 10 de abril de 2016

És a estrela do meu coração!

foto by Luísa

Guardarei no bolso do coração
todas as senhas que ganhei
por te ter, "Estrela"!
Há 14 anos que és
pressões de irradiação
entre abraços e beijinhos,
numa companhia especial
(incomparável companhia)!
Por isso, a senha da ajuda,
fica suspensa no tempo...
substituindo-a pela fonte de energia que és!
Assim,
guardo todas senhas no bolso do coração!


quarta-feira, 6 de abril de 2016

Veste natureza

foto by Luísa

Veste verde,
cinza prata!
Roupagem simples,
natureza grata!
Veste limpa,
aprumadinha!
Godés acentuados,
saia de menina!
Veste sombra,
e sol em mim,
frio que gela o rosto
rubor facial carmim!
Veste verde!
Veste limpa!
Veste sombra e sol!
Veste tempo
simples assim!


terça-feira, 5 de abril de 2016

Frio quente

foto de JOÃO MENÉRES: www.grifoplanante.blogspot.pt

Fala do medo,
da sombra,
do frio,
do silêncio mudo que mora lá fora!
Sente os lábios gelados,
parados,
 enregelados,
que choram sem pedir!
Encolhe-te,
recolhe-te,
embrulha-te no calor que mora aí dentro
e adormece em  ti.
Aqueceste?
Olha bem,
porque a neve sorri....