domingo, 30 de outubro de 2016

Furos de luz...

Foto by Luísa

Furou o nada,
brilhou simples,
singela e quente,
furou!
Tocou-lhe o rosto,
atrapalhou-lhe o olhar,
aqueceu o sorriso,
invadindo-a...
Sedosa chegada,
quase em despedida,
beijou-a levemente
desenhando-lhe um novo traço
dando-lhe um pouco do seu ar...
Veio só por ela
Só nela poisou  o seu brilho
E nela fez nascer um pouco de tudo,
um muito de nada,
deixando-a vazia...
...como a encontrara.


sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Passos

Foto by Luisa

Pedra
flor no jardim
riacho que passa
e um verde sem fim...
Passos dados nas nuvens,
alinhados na pressa da fuga,
 corridos,
salpicados de sombra,
reflexo de caminho,
num sinal de passado...
Passos esmagados
pelas rotas da vida!
Passos parados.

quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Despertar

foto by Luísa

Sinais de luz,
no despertar da montanha,
quando te enrolas e adormeces!
Sons de vida,
de calma, de sonho,
de toques de magia
entre o teto do céu
e o piso da alma!
Sonhos com despertador...
...brilhos que reiniciam!
Recomeçar!

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Ilusões

Foto by Luisa

Vi-te brilhar,
reguila,
de olhar posto no nada
como quem espera o devir.
Vi-te clarear o futuro
e nele escrever frases apagadas.
Aí, onde o sonho morou
e a leveza do sono te fez levitar,
segura-te,
o céu não acaba ali.

quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Furo....

Foto by Luisa

Um furo matinal
Uma hora encontrada
Um sol que acorda
Rasgando a madrugada
Sai levezinho
Ronpendo a manhã
Ja nao estranha quem o espera
Nem conta se apressar
Traz luz..
Espalha calor...
Um raio de sol
Só para acordar....

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Serei...

Foto by Luísa 
Se um dia for planta
Todas as raizes irão dar sinal de mim
Sairei serpenteada da terra
Elevarei um tronco seguro,
um suporte de ramos,
um sustento de folhas, assim:
- verdes, pequenas, envergonhadas, cheias de vida...até ao fim.
Se um dia nada brotar da terra
Não serei eu em mim!

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Prometi

foto by Luísa
Prometi escrever,
dizer baixinho a cor do céu,
pintar um pouco de sonho
e guardar o pincel!
Prometi morar nas nuvens,
abrir as portas da ilusão,
desenhar o sorriso envergonhado
e oferecer-te o lápis!
Prometi ler no teus olhos,
ver por dentro o filme que passa,
rever o guião
e realizar-te, assim, feliz!
Prometi! Cumpri.


sábado, 15 de outubro de 2016

Diversidade humana


Escrevi a primeira letra
na esperança de traçar igualdade!
Rabiscos de intenções,
desejos e vontades
de tocar o homem,
de abanar a diversidade!
Temos tudo 
Não temos nada
Olhamos todos
e não vemos nada!
Na diversidade humana
desumaniza-se a igualdade!

quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Olhar perdido

foto by Luísa
A voz trauteou conhecimento
e o cruzamento do discurso do método
esbarrou no primeiro olhar.
Viu, 
sentiu,
perdeu a memória no cheiro perdido da pele!
Longe, distante do toque, 
esquecido do tom da voz
cegou tudo o que abraçou,
partindo... 



domingo, 9 de outubro de 2016

Respirar

foto by Luísa

Todo o céu está vazio!
Não há sombras, nem nuvens,
o sol esconde-se longe
e a luz apaga-se mais cedo!
Todo o céu fica sem ar
onde o vácuo entala a vida
e respirar já não é normal!
Todo o céu te olha,
todo o olhar asfixia em ti!
RespirAR...

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Se fossemos diferentes...seriamos iguais!

foto by Luísa

Passo a passo
vou ser-te igual
mesmo na diferença que nos abraça!
Vou parar para te acompanhar
e crescer nas passadas de gigante que me ensinas.
Olha,
vês aqueles que nos olham?
Ainda não perceberam que lhes somos iguais,
nem aprenderam que um dia...
...um dia o caminho tem uma curva
e que se não lhe forem flexível,
partirão.
Um dia...
...poderão ser-nos iguais!
;-)