domingo, 15 de janeiro de 2012

Mora vida no telhado

Foto de Li Ferreira Nhãn

Mora vida no telhado, mesmo por cima de mim,
onde a lua beija a noite e o sol aquece os dias!
Mora vida em crescimento na cobertura do meu lar,
é já da familia... não precisa de licença para entrar!
A renda que lhe cobro é paga a dobrar
na beleza que me traz e me deixa observar!
Sabe-se venerável,
Iça-se pelo telhado e trepa o meu beiral!
Decora em aroma e cor o barro das telhas
e rouba-lhe o tom para abrilhantar.
Mora vida no telhado, enquanto o inverno lá durar...

11 comentários:

  1. Ficou especial a foto da Li com as tuas palavras Luísa, Adorei!!

    Um beijo

    Mariza

    ResponderEliminar
  2. Parabéns à Li e a ti, Luísa !

    Nunca palavras tão bonitas houve no meu telhado
    ( bom, também não tenho telhas, nem vejo a cobertura, a não ser que trepe por uma escada...).

    Gostei muito dessa parceria que tão bem resultou.

    ResponderEliminar
  3. Luísa,
    agora sim com a tua poesia
    bem desenhada, bordada, esculpida e pintada,
    mora vida em meu telhado.
    E 'já não precisas de licença para entrar!'
    Fique a vontade, casa é sempre tua!

    Obrigada de coração!
    um grande beijo

    ResponderEliminar
  4. Luísa,
    agora sim com a tua poesia
    bem desenhada, bordada, esculpida e pintada,
    mora vida em meu telhado.
    E 'já não precisas de licença para entrar!'
    Fique a vontade, casa é sempre tua!

    Obrigada de coração!
    um grande beijo,
    Li

    ResponderEliminar
  5. amei, e me deu saudades do Mexico onde no meu telhado estava cheio de plantas e flores que naciam sozinhas!!!!
    beijos a voce e a Li!!

    ResponderEliminar
  6. A beleza do poema coloriu ainda mais a bela mensagem fotográfica da fotógrafa.
    Abração.

    ResponderEliminar
  7. Este post resultou estrondoso! Lindo o teu poema e belíssima a fotogrfaia da Li.

    Amei o conjunto.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  8. Luísa, é tão lindo o poema do telhado!!! Adorei de ver os gatos subiam andando no telhado ao pôr do sol, cheirinho de mato molhado! bjs grande!

    ResponderEliminar
  9. Vou ser muito Expresso da Linha no comentário: ainda bem que não é no vosso telhado (espero), senão vão ter graves problemas de infiltração. Já agora a espécie chama-se madressilva tropical ou "pérola". Tenho uma enorme por cá.

    ResponderEliminar
  10. Já agora... os telhados não são para ter plantas, mas podem ter poesia :))

    ResponderEliminar
  11. Agradeço a todos pela apreciação.
    Especialmente a Luísa nossa artista das palavras!

    Só para esclarecer:
    Jorge, elas sempre estão lá por cima, a procura do sol pleno e não causam infiltração pois possuem ventosas para fixação; não levantam as telhas.
    Essa é uma flor-de-são-joão (Pyrostegia venusta) muito popular no Brasil e muito comum na beira das estradas. Ela colore o nosso inverno.
    Já sempre meus telhados tb são para as plantas (além dos "gatos" e esses são da TV a cabo rsrsrs).
    E agora tb para a poesia!

    Beijo especial a todos,
    Li

    ResponderEliminar

Olhares de perto