segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Outono III

Foto by Luísa

Deixas em nós todos os aromas do mundo...

domingo, 5 de novembro de 2017

Outono III

Foto by Luisa



Momento de outono
Silencio de tempo

…o resto son soños!

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Outono II

Foto by Luisa
Outono é brisa de folhas caídas num manto de tons pastel.
É sossego de paz erguida na pele que cheira a mel...
É poesia nos sons e nos aromas suavemente sentidos.
É um olhar cruzado na sabedoria do tempo.

sábado, 7 de outubro de 2017

Outono I

Foto by Luísa

Mesmo sozinha no tempo parada
Transpira beleza até ser apanhada...

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Dias...

Foto by Luísa

Bastou a palavra
e um pouco do olhar!
Chegou ter lá estado,
encontrado o lugar vazio
e ouvir o coração gelar.
Tuda está igual.

terça-feira, 3 de outubro de 2017

Pensamentos 1



Foto by Luisa

Chega de verdes de Verão,
porque o calor também se cansa
muito antes de se podarem os pensamentos..
.




quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Todo o calor é sol

Foto by Luísa

É na alvorada que a mesa se põe
E nela se bebe o licor da vida!
Um trecho de ânimo e um pouco de nada
Um nada de fôlegos tardios
Um tudo ares já vividos!
Todo o calor é só...sol!



sábado, 2 de setembro de 2017

Sons de despedida

Foto by Luísa

Brilho fresco de entardecer
Sopro certo de desalinho
Um abraço no olhar da natureza que se exibe em tom de paz!
Na luz refletida
Um sonho vivido
Só por contigo estar aqui
Onde o céu toca a alma
E o rio afoga a dor.
Voltaremos amanhã...

...para um beijo quente
 entre ondas e maresia!

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Mobilling 2017

Foto by Luisa

Para ti, João Menéres,
"Mobilling da lua e seu reflexo".
Ali,
onde um dia quase parti...

terça-feira, 11 de julho de 2017

Pontes de cor


foto by Luísa

Quantas vezes viste a cor
e olhaste os aroma da pétala
pela sua fragilidade?
Tantas vezes quantas o som
do sopro do vento passado
num pedaço de história por vir!
Quantas vezes escreveste na pedra,
dura, firme, fria de mim em ti?
Tantas quantas as ausências,
as falhas sentidas entre o dizer e o fazer
e a promessa cumprida de estar aqui...
...por ti!
Serão sempre pontes de cor,
de feixes de luz num sonho acordado ao dormir!

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Saudades


https://www.youtube.com/watch?v=WSkyoyyvnAY&list=RDWSkyoyyvnAY#t=0
Sorriso sábio,
voz suave, 
alegria ténue, quase apagada!
Lembro muitas vezes...
Lembrei ontem, imagina!
Lembro hoje, vê lá tu!
E, quando lembro, 
oiço-te secar as lágrimas
entre sorrisos perdidos
e dores tão grandemente sofridas.
Saudades escrevem-se com
 Morricone e cinema Paradiso!
Saudades escrevem-se com "P".


quinta-feira, 15 de junho de 2017

Dedicação

Foto de Luísa Vilaça.
foto by Luísa

Mão dada com o futuro
olhar fixo, brilhante,
reserva dos momentos vividos
na azáfama diária
centrada no repouso prometido para amanhã!
Tu és eu e eu sou tu...
Tradução dos olhares,
leitura indizível do sentir,
anos de vida em comum
na plenitude de sermos um.
Porque sim.
Porque não?



domingo, 4 de junho de 2017

Colo de mãe

Foto by Luisa

Num só olhar, prendeste-me
Num só toque, marcaste-me
E, no silêncio da tua dor, abrigas-me de nada!
Há colos que não deveriam acabar...





quarta-feira, 31 de maio de 2017

Tela campestre

Foto de Luísa Vilaça.
foto by Luísa
Pediste-me que voltasse
Que trouxesse um  cesto de palavras
forrado a doçura e sorrisos!
Pediste-me que regressasse com letras
e delas fizesse uma moldura 
num quadro campestre
de veredas de alfazema!
Pediste-me que voltasse
num pequeno nada de tempo
e te deixasse um aroma de vida!
Aqui, num pedacinho de tela,
escrita por ti!


terça-feira, 30 de maio de 2017

Regresso

Foto by Luísa
Voltou,
desejou o  regresso
e matou a sede de tudo o que ficou por escrever!
Trouxe novas palavras,
inventadas dos lamentos perdidos no tempo,
escritas numa manta de trapos!
Voltou.
Simples como só ela,
suavemente pintada,
numa tela de cor amarela!
Voltou do nada,
pronta a escrever a vida
numa só penada...
O importante mesmo é que voltou!




terça-feira, 25 de abril de 2017

Prioridades...

Foto da net

Podia esperar que chegasses,
(não) querer que fumegasses
numa espera atrasada
sem tempo para te olhar!
Poderia nomear-te prioridade
no desejo faminto duma castanha assada,
de um beijo fugidio
 sem tempo para mais nada!
Poder, podia,
mas se assim fosse não seria mais eu,
 não seria mais (eu) a tua amada!

sábado, 22 de abril de 2017

Verde

Foto by Luísa

Roupagem natural
no olhar simples do dia.
Tudo é verde,
num crescimento tenro,
numa época sensata de renovação!
Tons esperança,
no enamoramento maduro
de observação.
Amanhã pintarás outro tom
numa tela fresca de vida em ti!
Espera. Descansa.
Será amanhã...
 

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Olhar de alvorada

Foto by Luísa

Olhar sonolento
desperto pela alvorada,
poisado entre mãos serenas,
sereno do tempo passado!
Olhar dedicado
cansado...
...rendido em cada alvorada!
Olhar sedento de renovação!!!

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Âncora de amor

Foto by Luisa

Ancoraste!
Iniciaste o resto da viagem, parada!
 Deixas-me a cor
 e, na flor, o aroma da vida! Restas-me essência,
serenidade que trouxe de ti.
Sinto-te falta à bolina...
Sinto-te falta!

sexta-feira, 31 de março de 2017

Amanhecer


Foto by Luisa
 Dia acordado,
  lua espreguiçada,
nuvens arrumadas no sono
abraçadas no sorriso de um sonho!
Rotinas de alvorada
entrelaçadas 
num naco de felicidade!





sexta-feira, 24 de março de 2017

Se ouvisses a melodia...

Foto by Luisa

Se ouvisses a melodia......pintarias o tempo de todas as cores!

quarta-feira, 22 de março de 2017

Gelei

Foto by Luisa

O olhar gelou...
...quando te vi autor das sombras
num momento de vida!
Chorei de frio
pedindo às nuvens um cachecol.
Chorei gelado...

 

sexta-feira, 10 de março de 2017

Abraço

Foto da nete
Abraço lentamente
para que fique presa mais tempo
Abraço raramente
para que dure todo o sempre
No abraço que dou
Entrego-me sem reserva
Esperando no olhar mesma entrega.
Abraço!

quarta-feira, 8 de março de 2017

Redações do olhar

Foto by Luisa

Nem sempre as manhãs se escrevem...

domingo, 5 de março de 2017

Entre sombras

foto by Luísa

Rolam nuvens...
...trazem sonhos passados,
sentimentos por viver!

quinta-feira, 2 de março de 2017

A cores

Foto by luisa

A PALETA NATURAL DA TERRA...

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Ritmos

Foto by luisa

Uma imagem por publicar...
um poema por escrever...
um relogio para esconder...
um telefone para afogar.
Talvez  na fragilidade do coração more a segurança e na certeza dessa luz esconda toda a lembrança...
Uma imagem por explicar!
Uma corrida no tempo, sem parar,
um pedaço de vida para viver.
Uma imagem.
Um poema.
Um momento.
Tudo por fazer...

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Ao encontro do sol

Foto by Luísa

Furei o céu pelo olhar,
rasgado que vinha de nascente!
Entre o céu e o telhado
tal gato foragido do lar,
estendiam-se raios de sol
espreguiçando a noite
secando maus humores
escondendo olhares mais cansados...
...ao encontro do sol!

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Happy day

Foto by Luisa

Tens sabor de morango
quando te sussurro "anda comigo"!
E vens...


Happy Valentin's day

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Voltarei...

foto by Luísa

Sei que foi com o olhar que beijei o céu!
Toquei levemente o vazio,
preenchendo-me...

Voltarei para descansar nas nuvens,
caindo levemente,
segurando-me no ar que respirei!

Voltarei!

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Sem direção

Foto by Luisa
Sopra com força,
gelado, cortante...
Sente que se aproxima gente
sente que vai ter companhia!
Naquele momento,
quando os pés se ergueram em pontas
e o dedo tocou o céu,
 o vento soprou zangado
 e a vontade arrefeceu em terra!
Tentativas moídas num moinho sem velas...num tempo adivinhado traiçoeiro!!!

sábado, 11 de fevereiro de 2017

O que ouves?

Foto by M.O.Cunha-Aldeia do Pontido

O que ouves tu no ribeiro?
O som do verde que fica
Ou o tom castanho mergulhado?
Que ouves tu no ribeiro?
Talvez oiças só o vento que passa
E as cores que, afogadas, em ti permaneçam!
Ouves o canto da cascata?
São as mãos da ternura num movimento mais rápido de afagos!
Ribeiro belo,
Ribeiro teu e meu
Dos sons e das cores
Das formas que lhes dei
Quando um dia comecei a sonhar..


sábado, 4 de fevereiro de 2017

Sei...

Mal sei escrever quando penso no que dizer
Fica a escrita cativa no pensamento
Ficam as letras guardadas em mim.
Mal sei o que dizer quando penso no que pensas
Ficam as palavras silenciadas no maduro baú da nossa história...
Mal sei o que pensar
Mal sei o que fazer
Sei apenas do que faço  e de tudo o que fica por dizer...
Sei-me. Sei-nos!

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

no vazio da palavra

Resultado de imagem para palavra
foto da net
Fazem falta palavras
ditadas diariamente
na memória saudável da saudade!
Fazem falta compromissos,
datas marcadas no calendário,
na reserva das horas que não existem!
E, na falta do que faz falta,
existe o vazio 
sem escrever palavra!
 

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Fuga de tempo

Relógio, Onda, Período, Tempo, Medo
foto da net

Foge do tempo quem dele precisa!
Recolhe-se nas horas a vontade de as duplicar
e nos segundos o sonho de jamais acabarem!
Foge do tempo quem lhe tocaria por um dia,
quem no toque a hora pararia
e desse momento fizesse toda a vida!
Foge do tempo quem se mostra perdido
deambulante na senda de o apanhar...
Foge do tempo quem tempo perdeu um dia!


quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Acordar

foto by Luísa

Tens o olhar cheio de tudo
E o coração explode cansaço!
Batidas ritmadas de verde,
num azul que acorda a cores!
Pintas já a madrugada
 e apagas a noite ao amanhecer...
Acordas numa caminhada,
despertas as nuvens que se aprumam
num novo cobertor que chora e diz:
- hoje vai chover uma lágrima de açucar!

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

De hoje...

Foto de Luísa Vilaça.
foto de Luísa
Vejo-te de hoje,
de ontem!
Vejo-te de amanhã
num futuro já ali,
perto de mim!
Não te vejo ao certo,
nem na dúvida de ti em mim!
Apenas te vejo!
Vejo-te na certeza do sonho real,
na divagação da tertúlia,
num chá quente de fim da tarde!
Vejo-te.
Apenas te beijo.




segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

S de saudades



Há dias em que a saudade se pinta de lágrimas
Caem livremente:
uma pelo sorriso,
outra pela voz,
aquela pela humor sábio,
e outra pelo sorriso, novamente!
Desliza aquela pelo teu sofrimento
e esta pelo carinho com que falavas do teu tormento!
A saudade é um banho de lágrimas sem bálsamo!
É um atestado da nossa incompetência
por te sabermos bem, jamais te vendo!
A saudade toca Morricone e vê cinema Paradiso.
A saudade hoje bateu-me.

sábado, 14 de janeiro de 2017

As pedras também choram

Foto de Jorge Elisa Oliveira.
Foto de jorge elisa oliveira - Aldeia do Pontido - Fafe

Sentam-se firmes, seguras,
imutáveis no tempo e local!
Todos lhes invejam a calma,
sapiência,
a capacidade de se manterem de pé,
sentadas na margem da vulnerabilidade!
Seguram-se expostas,
escondidas entre si
pela força da água!
O que se lhes vê é evidente:
- "as pedras também choram"!

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Onda de aconchego

Foto by Luisa

Enrolada na saudade
do tempo embrulhado na manta
sem mais nada a fazer!
Suspiros de ar rasgados
ante o momento roubado ao gelo
na procura de um cavaco que aconchegue o livro!
Leituras de inverno,
num momento de sofá,
numa chávena de chá mergulhadas.
Reflexos de seda em lã...

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Ponderação...


Resultado de imagem para sentimento tumblr
foto da net


"O amor é um sentimento...
...nunca uma decisão!"

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

...muito do que me resta!

Foto de Luísa Vilaça.
foto by Luísa

Sou um pouco de mim 
e muito do que me resta!
 Amanhece, lentamente, 
na colina do meu olhar! 
Horizonte azulado, de quase-luz iluminado, observatório sereno da valsa do sol! 
Levantem-se! 
O espetáculo vai começar! 
Aplausos para o palco! 
Já se vêem as vestes do dia! 
Já se sentem os acordes a tocar! 
Depressa, devagar, acordem! 
Despertem!
Um sentimento de mim,
numa linha de céu a desenhar!

domingo, 8 de janeiro de 2017

Luz apagada

Foto de Luísa Vilaça.
foto by Luísa

Chamar a luz
e apagar-se no silêncio!
Ter cor de paz
e viver em guerrilha interna!
Dar-se na calma
e na alma escrever-se só!
Chamar a luz,
apagou o clarão.
Fundiu.
Fundiu-se!

sábado, 7 de janeiro de 2017

Desenhos...

foto by Luísa

Um sopro de luz
respirado pela ponta dos dedos
numa nuvem esticada no céu!
Desenhos de afetos
encontrados num ponto cardeal!
Rabiscos sem treino,
sem ensaios de direção,
numa tela pintada de cinza,
numa eterna emoção!
Entre o céu e a lua,
entre um tudo que foi sonho
e um nada que acordou aqui...




terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Certeza

Imagem relacionada
foto da net

Na dúvida daquilo que sei
soube só que nunca acertei!