domingo, 30 de dezembro de 2012

Impecável!

Esquinas

Djavan

Só eu sei
As esquinas por que passei
Só eu sei só eu sei
Sabe lá o que é não ter e ter que ter pra dar
Sabe lá
Sabe lá
E quem será
Nos arredores do amor
Que vai saber reparar
Que o dia nasceu
Só eu sei
Os desertos que atravessei
Só eu sei
Só eu sei
Sabe lá
O que e morrer de sede em frente ao mar
Sabe lá
Sabe lá
E quem será
Na correnteza do amor que vai saber se guiar
A nave em breve ao vento vaga de leve e trás
Toda a paz que um dia o desejo levou
Só eu sei
As esquinas por que passei
Só eu sei
Só eu sei
E quem será
Na correnteza do amor...

1 comentário:

  1. Só sei que estive na esquina da Tiradentes com a Roosevelt !
    E sei outras coisas que aqui não conto, nem canto...

    Um beijo, Luísa ( provavelmente o último deste ano...).

    ResponderEliminar

Olhares de perto