segunda-feira, 29 de abril de 2013

Eu gosto...

foto da net
 
Sabes que venero a simplicidade da cor da água
e
Que gosto de cheirar o aroma da singeleza da areia dunal!
Sabes que gosto de gostar do sentir,
De amar o simples e descobrir o que está por vir!
Sabes que sei dar-te um olhar silencioso,
de conversar sem ter tema nem diálogo,
de ouvir o que trazes de novo e deixar-te  tudo dizer!
Sabes-me residente da calma,
num endereço de alma,
como quem mora no chão, sem outro lugar ter para ir!
Sabes-me aqui,
e que
sem me procurares
me mostro escondida na subtileza do ser, porque eu
gosto de morar aqui, aí...

5 comentários:

  1. Depois de um dia de trabalho, chegas a casa, tratas do jantar e escreves um belíssimo poema !Como a água, também este teu poema deve se saboreado linha a linha, palavra a palavra !

    Um beijo muito amigo.

    ResponderEliminar
  2. sabes-me aqui...
    QUE bom!!!!! adorei!
    beijinhos !!!!

    ResponderEliminar
  3. Límpido como água fresca da nascente.


    Um beijo

    ResponderEliminar
  4. Gosto de vir aqui e saber o que gostas!
    É tão lindo...

    Beijos Luísa!

    ResponderEliminar
  5. Sabes que gosto de vir aqui porque sei que tens sempre algo especial para me dares ?
    Sabes que sempre que te leio me descubro um pouco mais ?
    Muito obrigada por esta tua capacidade invulgar de SER.
    Beijo. Fi

    ResponderEliminar

Olhares de perto