segunda-feira, 8 de outubro de 2018

Rosa-mate

Foto by Luísa

Vestiste brilho em cor
E na cor prendeste a atenção
Talvez por rosa-mate vestires
Me deste um pouco de ilusão...

Tocaste de leve a pele
Num gesto aveludado de carinho
Prendeste-me o olhar  cego
Na ilusão de menino!

Um dia volto a tocar-te
Com as pontas dos desdos já gastos
Para sentir o peso de  te ter perdido

E, num outono atrasado
Roubarte-ei a roupagem
De pequeno inocente fugido!

Um dia...


Sem comentários:

Enviar um comentário

Olhares de perto