sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Hoje vou por aí...

foto da net

Hoje vou por aí...
sorvendo as palavras como quem mata a sede num copo de letras!
E bebo!
Bebo as ideias num gole e manifesto saciedade pela expressão de qualidade!
Hoje vou por aí...
pelos ventos soprados nas ruas que agitam as folhas das páginas por ler!
E leio!
Hoje vou por aí...
com vontade de não ter vontade de nada fazer!
E faço!
Hoje vou por aí...
interpretar as linhas já escritas numa lingua por aprender!
E sinto que a sede saciada na escrita já inventada
promove um momento meu para um dia aprender a escrever!

20 comentários:

  1. Lindíssimo!
    Tenho mesmo de andar mais ... por aqui!
    Beijo
    Margarida Alegria

    ResponderEliminar
  2. E tu que já escreves tão bem, vais ainda te aprimorar mais!beijos,chica

    ResponderEliminar
  3. E ainda bem que eu hoje andei por aqui!...A minha sede ficou saciada com a tua poesia!

    Beijinho grande.

    ResponderEliminar
  4. "sorvendo as palavras como quem mata a sede num copo de letras"
    belo. belisssssimo. beijos muitos!

    ResponderEliminar
  5. Conforme prometido, vim olhar de perto suas últimas lavras. E como valeu atravessar o Atlântico para chegar a este seu sítio encantador! Um beijo grande, querida amiga, e parabéns pelos sensíveis poemas.

    ResponderEliminar
  6. Eu também ando por aí... E não é fácil andar por aí. Um conceito muito "zen". ET: aqui chove. grrrrr!

    ResponderEliminar
  7. Muito bonito!!!
    Tens que aparecer mais vezes...
    BJS

    ResponderEliminar
  8. Luiza,que bela sua msg!Muito bom sair por aí,com a alma liberta e aberta a novas experiencias e o coraçao cheio de alegria!Muito bom te ler,poetisa!Bjs,

    ResponderEliminar
  9. Belíssimo ensaio amiga! Excelente dia!

    Abraços renovados1

    ResponderEliminar
  10. Realmente precisamos mesmo de andar por aí... sem pensar em nada..e deixar que a mente nos conduza.
    Amei Luisinha.
    Beijos
    Alice

    ResponderEliminar
  11. Oh Luísa, Que linda declaração de amor à literatura! Ler é atravessar fronteiras, ver outros mundos, aprender outros sons que enriquecem a musica das nossas vidas.
    Parabéns por este lindo poema!
    Um grande abraço amigo

    ResponderEliminar
  12. Gosto de escrever
    como aprendi
    eram cadernos de duas linhas paralelas
    para aprimorar o tamanho das letras
    eram as cópias e os ditados
    e os erros, temidos erros
    corrigidos,repetidos,emendados...

    não me apetece mudar
    deixar cair letras a que me afeiçoei
    para quê? ninguém vai dar por isso
    só eu sei
    sinto-me tão traída nessa inarrável empreitada
    quando
    por causa da falta dessas letras
    eu vi( garanto que vi)
    tanta reguada

    por mim resisto...

    não sei bem porquê
    mas fiquei por aqui
    todo o dia
    a pensar nisto...

    ResponderEliminar
  13. Embarquei a 10 ( como previsto) e cheguei estafado esta manhã ( não dormi mesmo nadinha nas 8 horas e meia de voo ).
    E ainda em plena noite, estive três horas no aeroporto de Lisboa ( a fazer HORAS para o meu PGA para o Porto).
    Uma canseira, isto de viajar...
    Assim, HOJE FICO POR AQUI ...

    Um beijo bem grande pela beleza da tua POESIA.
    Como é bom chegar e ter uma recepção destas !!!

    ResponderEliminar
  14. Ainda bem que aqui passei
    DOIS LINDÍSSIMOS POEMAS.
    Já nem me lembrava dos cadernos de duas linhas.

    ResponderEliminar
  15. Dois belos poemas !!
    Gostei de estar por aqui,e gosto que trabalhes mais e mais com a pena e nos deixes belas mensagens do cotidiano,para as sorvermos tal como fazes com a escrita.
    Beijos e quero +,
    basilio jl

    ResponderEliminar
  16. E eu hoje vim por aqui ....

    lindooo :)

    beijinho

    ResponderEliminar

Olhares de perto