segunda-feira, 28 de novembro de 2011

FADO, guitarras e cavaquinhos, patrimonio de familia!!!

na foto da net
(DOMINGOS MANUEL MACHADO - artesão de cordofones - as mãos que falam FADO nos instrumentos que cria)

Num sábado em que o fado era amparar,
lembrei de sobre ele dissertar
de forma simples, é verdade,
mas com a alma de quem pode errar:

FADO é alma!
É voz das gentes em acordes únicos!
É saudade!
É alegria!
É nostalgia de tristeza pelo adeus...
Fado é PORTUGAL!


O local da dissertação?
http://expressodalinha.blogspot.com

6 comentários:

  1. Felicitei-te na LINHA do Jorge.
    Agora, venho OLHAR-TE DE PERTO e conhecer o DMM .

    Um beijo a acompanhar a tua alegria.

    ResponderEliminar
  2. Muito bem :)
    Na minha família também há alma fadista :)

    Beijinhos e Parabéns pelo teu 'comentário que valem um post'...
    já fui ao Jorge comentar de tarde :)


    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Luísa, definiste o Fado como uma verdadeira maestrina!
    E nos apresentou um mestre com mãos de ouro! Combinação perfeita!
    Obrigada querida e parabéns!
    beijos

    ResponderEliminar
  4. penso como a Li...mesmo se nao sou portuguesa adoro o Fado!
    bjs

    ResponderEliminar




  5. Repito AQUI:

    Em tempos en.FADO.nhos,
    entre um 'tango e uma milonga',
    "um FADO corta os pulsos",
    fere e chama a atenção...

    Chora cor.ação!


    ♫ ☼ ♪

    :o)

    ResponderEliminar
  6. Já temos a música, a letra, só falta mesmo a voz!
    BJS

    ResponderEliminar

Olhares de perto