segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

Estranha loucura

Lameira - Fafe - inverno 2011

Quando sobes o olhar o que encontras é o céu.
Não te prendas na imensidão do imediato,
reserva-te o direito do que está além para te encontrar...
Quando lá chegares, deita-te no chão,
poisa o queixo entre as mãos,
abre os olhos e vê:
- está o mundo inteiro à tua espera.


5 comentários:

  1. Eu costumo olhar para o céu à espera de uma estrela, seja dia ou noite.

    Um beijo, Luísa ( A rocha está numa posição que lembra outra coisa. Que estará a fazer ? )

    ResponderEliminar
  2. Que bonita letra para unha cancion...de Serrat..ou Ana Moura

    ResponderEliminar
  3. Que bonita letra para unha cancion do Serrat...ou de Ana Moura.

    Maravilloso e evocador poema

    ResponderEliminar
  4. incrivel este equilibrio!
    bjos muitos

    ResponderEliminar
  5. Maravilhosa estranha loucura!...

    ResponderEliminar

Olhares de perto