terça-feira, 5 de abril de 2016

Frio quente

foto de JOÃO MENÉRES: www.grifoplanante.blogspot.pt

Fala do medo,
da sombra,
do frio,
do silêncio mudo que mora lá fora!
Sente os lábios gelados,
parados,
 enregelados,
que choram sem pedir!
Encolhe-te,
recolhe-te,
embrulha-te no calor que mora aí dentro
e adormece em  ti.
Aqueceste?
Olha bem,
porque a neve sorri....

2 comentários:

  1. A minha imagem não está à altura do teu poema, Luísa !
    Um dos grandes poemas que fizeste até hoje, não duvides !
    Guarda-o bem guardado, compreendes ?

    ResponderEliminar
  2. Adormecer no calor da nossa alma...
    Belíssimo.

    ResponderEliminar

Olhares de perto