domingo, 20 de março de 2011

Um fio de sol só para te dizer Saudade

foto da net


Hoje, estiquei um fio de sol
Trouxe-o comigo para me ajudar a escrever!
Vem quente, ágil de vida, 
pronto a delisar pela folha tal patim bem afinado
Hoje trouxe-o só para mim e começamos por dizer:
-Saudade!
Saudade de ti, e do tempo que tinhamos para nós!
Saudade dos conselhos, das partilhas do saber livresco,
da discórdia sobre passos da vida,
e das direcções sempre contrárias que escolheríamos.
Saudades de ti e de te sentir um raio de sol...
...que me aquecias o sorriso por enaltecer o caminho traçado
mesmo não concordando com ele.
Saudades de quem ouve uma catraia a badalar ilusões,
enquanto tu,
sorrias tento como quem inspira cautela numa jovem destemida.
Hoje o raio de sol foi estirado e....esgotou-se na saudade!


9 comentários:

  1. saudades é uma preciosa palavra e diz tantas coisas...
    eu vivo de saudades..
    o teu poema de hoje é realmente bello!
    saudades e beijos

    ResponderEliminar
  2. [há, saudades do futuro, diria o Poeta...]

    um imenso abraço,

    Leonardo B.

    ResponderEliminar
  3. Que saudade essa Luísa?

    Bota cá para fora tudinho...

    Beijinho grande.

    ResponderEliminar
  4. Uma saudade num poema diferenciado pela serenidade... na saudade que não provoca senão... saudade.
    ¬

    ResponderEliminar
  5. Linda a imagem do raio de sol esticado.
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  6. O teu poema é bem mais bonito do que o raiodo Sol.
    A beleza da saudade é eterna, enquanto este sol apenas dura mais uns 5 ou 6 dias...

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  7. Saudade para ti también y que el sol sea tu pluma inspiradora para muchos versos de luz como estes .
    Un abrazo de A.Dulac

    ResponderEliminar
  8. Absolutamente lindo!

    Uma das melhores ilustrações que ouvi para "saudade". Parabéns!

    Meu carinho,
    Anderson Fabiano

    ResponderEliminar

Olhares de perto