terça-feira, 14 de junho de 2011

há mais amanheceres para inventar

foto da net

Sabes aquele dia que amanheceu sem sol?
Quando as árvores mexiam sem abanar
Os pássaros voavam sem piar
E as cidades silenciavam o seu agitar?
Reinventamos a alvorada,
Desenhamos, com a ponta do dedo, a luz do dia,
e sorrimos perante tal amanhecer.
Há mais amanheceres para inventar...

12 comentários:

  1. sim, minha querida Luisa, quantos amanheceres mais vai ter, lindos, e cheios de felicidades!
    enormes beijos

    ResponderEliminar
  2. Sempre inspirada,Luisa!Lindo!bjs,chica

    ResponderEliminar
  3. Ah... se eu pudesse desenhar com os olhos a luz do dia!...

    ( Fiz, no Domingo, um deslocamento posterior do vítreo, na vista esquerda. Nada de muito grave. Porém, muito incomodativo e que me vai obrigar a ser menos presente, até estar normalizado. ).

    Um beijo à espera dessa nova alvorada.

    ResponderEliminar
  4. Lindo! Todos os dias temos que inventar um novo amanhecer. Abração.

    ResponderEliminar
  5. O olhar faz toda a diferença!
    Beijo no coração!
    Li

    ResponderEliminar
  6. Lindo!...

    Dos gestos quotidianos à promessa luminosa de outros amanhãs...

    Um beijo

    ResponderEliminar
  7. Aplaudo a alteração, LUÍSA !

    DEZ MIL BEIJOS.

    ResponderEliminar
  8. Muito lindo!!! parabéns.Deixo o blog de minha filha Belas Artes Médicas.
    Abraço.

    ResponderEliminar



  9. AmanheceRES ← serão sempre novos!

    :o)

    ResponderEliminar
  10. Eu tenho um amanhecer péssimo, feito de café duplo e chapadas de água para acordar. Por isso, não sei o que é amanhecer. Acordo já de tarde.

    ResponderEliminar
  11. Gostei... há mais amanheceres para inventar! :)

    Beijinho

    ResponderEliminar

Olhares de perto