sábado, 5 de março de 2016

Quando...


Foto da net
Quando eu parar, abana-me!
Tenho um certo cheiro de calma
de quem não consegue abanar a alma
e partir!
Quando eu parar, acorda-me!
Preciso sacudir o sentido
correr na direcção do sonho
e voar!
Quando eu parar, acompanha-me,
serei a voz ao soar o dia
numa melodia cantada para nós!
Quando eu parar, levanta-me!
Não hoje! Hoje, não!
Amanhã,talvez,
quando eu acordar!




3 comentários:

  1. Gostei especialmente destas palavras :
    " Quando eu parar, acompanha-me,
    serei a voz ao soar o dia "

    Um beijo em Domingo à noite, Luísa.

    ResponderEliminar

Olhares de perto