quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Fuga de tempo

Relógio, Onda, Período, Tempo, Medo
foto da net

Foge do tempo quem dele precisa!
Recolhe-se nas horas a vontade de as duplicar
e nos segundos o sonho de jamais acabarem!
Foge do tempo quem lhe tocaria por um dia,
quem no toque a hora pararia
e desse momento fizesse toda a vida!
Foge do tempo quem se mostra perdido
deambulante na senda de o apanhar...
Foge do tempo quem tempo perdeu um dia!


5 comentários:

  1. Foge do tempo...quem deixa para amanhã! Foge do tempo quem vegeta e não vive!foge do tempo quando se vive no imaginário, onde fax de conta que está tudo bem!...ai que me fugiu o tempo!

    ResponderEliminar
  2. Teremos todo o tempo , o tempo nunca foge !

    ResponderEliminar
  3. E no entanto, fora de tempo, a destempo, extemporâneo, temporal ou intemporal, o tempo não se deixa medir segundo a emoção de cada um.
    E ainda bem...

    ResponderEliminar
  4. Eu também desejaria fugir do tempo...
    Mas dele recuando...
    Belos poema de um tempo perdido, Luísa.

    Um beijo muito amigo e com os meus parabéns.

    ResponderEliminar
  5. Foge do tempo quem tempo perdeu um dia
    deambulante na senda de o apanhar..
    Luisa Vilaça acóllenos no seu tempo..sempre nos acolle!!.

    ResponderEliminar

Olhares de perto