segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Ritmos

Foto by luisa

Uma imagem por publicar...
um poema por escrever...
um relogio para esconder...
um telefone para afogar.
Talvez  na fragilidade do coração more a segurança e na certeza dessa luz esconda toda a lembrança...
Uma imagem por explicar!
Uma corrida no tempo, sem parar,
um pedaço de vida para viver.
Uma imagem.
Um poema.
Um momento.
Tudo por fazer...

2 comentários:

  1. Julgo ter entendido o poema, Luísa

    Não te tenho telefonado por imaginar que o tempo não te sobra.
    Mas que estou do outro lado da linha, mesmo numa chamada não realizada, ESTOU !

    Um beijo muito amigo e a desejar o melhor.

    ResponderEliminar
  2. É no futuro que mora tudo o que está por fazer.
    Mas é no coração, mesmo no mais frágil, que mora a capacidade de tudo superar...e guardar o que vale a pena.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar

Olhares de perto