segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Ritmos

Foto by luisa

Uma imagem por publicar...
um poema por escrever...
um relogio para esconder...
um telefone para afogar.
Talvez  na fragilidade do coração more a segurança e na certeza dessa luz esconda toda a lembrança...
Uma imagem por explicar!
Uma corrida no tempo, sem parar,
um pedaço de vida para viver.
Uma imagem.
Um poema.
Um momento.
Tudo por fazer...

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Ao encontro do sol

Foto by Luísa

Furei o céu pelo olhar,
rasgado que vinha de nascente!
Entre o céu e o telhado
tal gato foragido do lar,
estendiam-se raios de sol
espreguiçando a noite
secando maus humores
escondendo olhares mais cansados...
...ao encontro do sol!

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Happy day

Foto by Luisa

Tens sabor de morango
quando te sussurro "anda comigo"!
E vens...


Happy Valentin's day

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Voltarei...

foto by Luísa

Sei que foi com o olhar que beijei o céu!
Toquei levemente o vazio,
preenchendo-me...

Voltarei para descansar nas nuvens,
caindo levemente,
segurando-me no ar que respirei!

Voltarei!

domingo, 12 de fevereiro de 2017

Sem direção

Foto by Luisa
Sopra com força,
gelado, cortante...
Sente que se aproxima gente
sente que vai ter companhia!
Naquele momento,
quando os pés se ergueram em pontas
e o dedo tocou o céu,
 o vento soprou zangado
 e a vontade arrefeceu em terra!
Tentativas moídas num moinho sem velas...num tempo adivinhado traiçoeiro!!!

sábado, 11 de fevereiro de 2017

O que ouves?

Foto by M.O.Cunha-Aldeia do Pontido

O que ouves tu no ribeiro?
O som do verde que fica
Ou o tom castanho mergulhado?
Que ouves tu no ribeiro?
Talvez oiças só o vento que passa
E as cores que, afogadas, em ti permaneçam!
Ouves o canto da cascata?
São as mãos da ternura num movimento mais rápido de afagos!
Ribeiro belo,
Ribeiro teu e meu
Dos sons e das cores
Das formas que lhes dei
Quando um dia comecei a sonhar..


sábado, 4 de fevereiro de 2017

Sei...

Mal sei escrever quando penso no que dizer
Fica a escrita cativa no pensamento
Ficam as letras guardadas em mim.
Mal sei o que dizer quando penso no que pensas
Ficam as palavras silenciadas no maduro baú da nossa história...
Mal sei o que pensar
Mal sei o que fazer
Sei apenas do que faço  e de tudo o que fica por dizer...
Sei-me. Sei-nos!

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

no vazio da palavra

Resultado de imagem para palavra
foto da net
Fazem falta palavras
ditadas diariamente
na memória saudável da saudade!
Fazem falta compromissos,
datas marcadas no calendário,
na reserva das horas que não existem!
E, na falta do que faz falta,
existe o vazio 
sem escrever palavra!
 

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Fuga de tempo

Relógio, Onda, Período, Tempo, Medo
foto da net

Foge do tempo quem dele precisa!
Recolhe-se nas horas a vontade de as duplicar
e nos segundos o sonho de jamais acabarem!
Foge do tempo quem lhe tocaria por um dia,
quem no toque a hora pararia
e desse momento fizesse toda a vida!
Foge do tempo quem se mostra perdido
deambulante na senda de o apanhar...
Foge do tempo quem tempo perdeu um dia!