Matiz


foto by Luísa


Amalucou de esperança
guardada na algibeira de cetim.
Fez-se de buracos do tempo,
rasgada dum tempo sem fim!
Corou ao sol,
gelou ao vento,
despiu-se de pétalas
erguendo-se sem veio
nem meio de se manter assim!
Secou por cuidar. Cuidou até secar...
 

Comentários

Publicar um comentário

Olhares de perto

Mensagens populares deste blogue

A luta do luto

Olho de sol...numa saia azul!

Solas de areia em pés descalços