domingo, 2 de agosto de 2009

Entre o mar, o rio, a terra e o céu

Foto da net
Dias de repouso, de olhar o céu entre o mar e o canal do cávado, em terra firme!
Dias de buliço, de prancha empurrada pelo vento, a sentir a força da água, num contentamento!
Dias de sorrisos sádios, de abraços sorridentes e passeios explosivos!
Dias meus com o olhar deles!
Dias deles, com serenidade minha!
Dias de festa! Dia de aniversário!
Dias de passeios longos com o cão!
Dias de livros escolhidos para abrir, imaginando-me no deserto!
Dias de MP3 e bicicleta, com Enya a brindar o rodar dos pneus!
Dias de Jornal! Dias de pão quente pela manhã!
Dias de partilha do meu tempo com quem mais amo!
Dias de familia!Dias de encontros adiados!
Dias retemperadores para encarar os dias que virão...stressados!
Dias de não pensar em nada...de deixar-me viver os dias completamente enamorada!

20 comentários:

  1. a sensibilidade perante o que a rodeia
    o dia e a eternidade...

    um beijinho e muito obrigada

    ResponderEliminar
  2. Passei por aqui para ler seus últimos textos. Gostei!
    Abçs,
    Ana

    ResponderEliminar
  3. Estou a ler a tua alegria nesses dias de repouso, nesses momentos de buliço, nesses olhares cúmplices, nessas horas de festa que são de serenidade, dias em que há o pão quente pela manhã.
    E estou a sorrir para a tua felicidade.
    E daqui te mando um beijo...

    ResponderEliminar
  4. Obrigada Luísa pela sua visita e simpáticas palavras!
    Vou descansar o máximo que puder porque quando regressar ao serviço o stress me espera novamente rssss

    Boas férias também para si.
    Beijinho e bom Domingo

    ResponderEliminar
  5. deus lançou os dados -
    para o estressse do trabalho
    dias adiados


    (estás com sorte, luísa... e assim continue!)

    ResponderEliminar
  6. Este Cávado que diz tanto de mim,
    onde recordo momentos memoráveis da minha infância...
    Leito que passa aqui bem perto,
    que vai triste, cansado, porque se sente descuidado...
    Já nem lembra, a piscina fluvial que o brindava,
    a água cristalina e os peixes que ali passavam,
    os risos, as brincadeiras, a azáfama das crianças!
    O orgulho daqueles que como eu aqui aprenderam a nadar,
    a saborear a liberdade e o contacto com a água,
    a abraçar esta dádiva...
    Que em pequenos barcos descobriram o gozo de remar,
    vitoriosos atravessavam as suas margens...
    Hoje recordamos saudosos esses tempos,
    e contamos aos mais pequenos,
    com uma tristeza nos olhos e descontentamento,
    do que se foi apagando no tempo...
    Hoje, tal como a Luísa,
    prefiro ir vê-lo a desaguar,
    para sentir a liberdade e o seu contacto com o mar...
    Lá, tal como eu julgo-o mais feliz,
    no lugar onde se volta a reencontrar...

    Cumplicidade!
    Julgamos nós nunca nos ter cruzado,
    quem sabe se nunca tivemos lado a lado...
    Beijinho

    ResponderEliminar
  7. pao quente de manha! mmmm, que bom, mas melhor que tudo sao tuas lindas palavras cheias de amor por tudo e todos que te rodeam!
    Felicidades e bom sescanso e divertimento,
    P.S. um beijo ao Pedro teu sobrinho:)

    ResponderEliminar
  8. Entre o mar, o rio, a terra e o céu,
    é parte de um livro real.

    "Aquele livro que gostamos muito,
    mas era apenas um livro bom."

    Este da Luísa é real, que bom...

    Beijos!

    ResponderEliminar
  9. Obrigada pela visita.

    Lindo poema e linda imagem.
    Bom descanso, bom domindo.
    Reforço o que o momento escreveu.
    Até
    Sandra

    ResponderEliminar
  10. Ветер, упругий, морской - волосы развевает.
    На велосипеде - как птица лечу.
    Что впереди - я не знаю.
    Но повстречаться хочу!

    (Очень поэтично и заманчиво написано! 1000 поцелуев!)

    (Vento, elásticas, da Marinha - golpe cabelo.
    Sobre a moto - como um pássaro voar.
    O que está à frente - não sei.
    Mas conheci queremos!

    (É poeticamente escrito, e tentadora! 1000 beijos!))

    ResponderEliminar
  11. Que esses dias te brindem com tudo de bom, porque a espera foi longa.
    Regressa rapidamente e no dia 6 voltaremos a conversar, porque é um dia muito especial.
    Umas boas férias.
    Um beijo grande.
    Judite

    ResponderEliminar
  12. eu gosto desta arte, da inspiração que parte de uma imagem. lembra uma outra amiga, indico-lhe o blog dela:

    http://inspirar-poesia.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  13. Olá, Luisa, vim retribuir tua visita e comentário e aqui encontrei outros elementos além da água.
    E encontrei o cuidado e esmero com as palavras.

    Belo texto. Voltarei.
    Abraços,

    ResponderEliminar
  14. todos esses teus dias me parecem fantásticos!
    festa?
    então parabéns!

    beijos, luísa

    ResponderEliminar
  15. Pois é
    Passei por aqui e gostei
    Adoro quando a s pessoas se comunicam
    é lindo abrir mos nossos corações
    bjssss

    ResponderEliminar
  16. Grata, Luísa, por ter visitado o meu blog...Tenho alma lusitana-meus avós maternos nasceram em Portugal-nasci no Rio de janeiro, mas moro no Sul do Brasil, em Curitiba, uma cidade muito bonita,mas longe do mar que tanto amo . Neste inverno o frio tem sido intenso e o coração fica um pouco triste.
    bj

    ResponderEliminar
  17. Aproveita bem esses Dias, parecem-me ser dias maravilhosos.
    Bom descanso!
    Bjinhos.Pedro

    ResponderEliminar
  18. He tardado un poco en volver y me encuentro con delicias literarias esperando ser devoradas ,lo cual he hecho ;me ha gustado el recorrido por cada uno de ellos y ha tomado en mis manos tu arena,tus conchas marinas,tus paisajes y la dulzura de tu alma colgada en tus letras.Un abrazo de A.Dulac

    ResponderEliminar
  19. Tem um gostoso abraço te esperando no blog Uma interação de amigos e no Curiosa. Passe lá te espero.
    Com muito carinho
    Sandra

    ResponderEliminar

Olhares de perto