terça-feira, 2 de março de 2010

Os primeiros Raios de Sol

foto da net


Mesmo que envergonhados, já sorriem os raios de sol!
Vêm lentos, distanciados! Vêm pouco libertados!
Já os ouvimos no canto dos pardais
Já os sentimos no odor das mimosas
E, se a mão elevarmos, tocamos-lhe de mansinho
Como quem os aguarda devagar, devagarinho!
Olhamos as nossas encostas, gentilmente pintadas de amarelo
Mostram-nos a cor do Sol, num acto delicado e singelo!


Dedicado a JOÃO MENÉRES, do http://grifoplanante.blogspot.com

17 comentários:

  1. Que agradável sentir este !
    Uns ramos de mimosas (ainda há dias nelas falei...) tocados por uns raios vindos do Sol e animados pelo alegre chilrear dos passarinhos que permutam de poiso alegremente...
    É assim que a Primavera se faz anunciar !
    E de Viana do Castelo, passando pelo Porto, bordejando ali por Peniche, para rumar até Velletri (onde a Myra ansiosamente aguarda por um Sol despejado e envolvente), todos agradecemos mais este carinho que a LUÍSA me dedica.

    Feliz me deixas.
    Um beijo ENORME.

    ResponderEliminar
  2. tomara realmente venha a primavera, ( tuas palavras Luisa sao lindas)por eqto aqui tem ventoooooooo e vai chover, sinto..
    mas as mimosas eu simplemente adoro.la onde vivia em Roma, plantei era minima... , e agora me disseram que esta mais alto que todas as outras arvores!!!Sim, joao, esperoooooo...e espero,que um dia ha de chegar, mas por eqto as palavras de voces dois, me dao um esplendido calor! eu os adoro!!
    beijos a mbos

    ResponderEliminar
  3. Essas mimosas sãolindas e enfeitam, dandobrilhos aos nossos dias.beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  4. Uma bela e mimosa homenagem,serei sempre grata a ele por ter vindo no meu aniversário e convidado vocês. O visitei enúmeras vezes,mesmo sem ter voltado ao meu blog, o admiro pelo que foi naquele mes, pelo que é e sempre será na minha gratidão. Montão de bjs e abraços amiga. Lindo e merecido post

    ResponderEliminar
  5. João,
    apenas retribuo a tua delicadeza!
    Mesmo assim, fico aquém do recebido!
    Beijinho terno!

    ResponderEliminar
  6. Myra,
    um desafio sem prémio, não é mesmo?
    Sei que aprecia o João tanto como eu e que reconhece o valor desta homenagems/dedicatória, pois já fiz o mesmo consigo, minha Nobre Senhora!
    Beijinhos com um raio de sol para aquecer esse seu cantinho italiano.

    ResponderEliminar
  7. Chica,
    um miminho de mimosa para si também!
    Não inspire o aromo das mimosas...pode dar rinite alérgica e muito, muitos espirros!
    BJNHS

    ResponderEliminar
  8. Tonho,
    não te dá vontade de fazer o mesmo? De dizer aomundo que este Senhor é magnifíco?
    Pois bem! Eu hoje tive vontade e fi-lo!
    Gostaste do resultado final?
    Ainda bem!
    JNHS

    ResponderEliminar
  9. Belo anúncio da Primavera! Lindas as mimosas! Breve vai chegar este tempo e depois de um Inverno tão rigoroso, vai encher-nos o coração de alegria com tantas cores e brilho.
    Beijos

    ResponderEliminar
  10. Elaine,
    as mimosas são mesmo mimosas! são imensas na forma e intensas na sua cor!
    Junto envio um ramalhete delas, para si!Espero que goste!
    BJNH

    ResponderEliminar
  11. Brancamar,
    não dá vontade de mergulhar na imensidão de ondas amarelas? E nesses banhos de natureza poder esticar os membros e dizer bem alto: Adoro a natureza e o sol!
    Benvinda!

    ResponderEliminar
  12. Mimosas floridas dos campos
    Com contornos bordados amarelos
    São sublimes os vossos encantos Como nas palavras, singelos

    (Anónimo)

    ResponderEliminar
  13. Do quintal, de madrugada,
    Trouxe esta rosa encarnada,
    Exuberante de cor;
    Um par de orquídeas branquinhas,
    Enfeitei, por artes minhas,
    Essa linda tocha em flor.
    Colhi folhas, as mais belas,
    E mimosas amarelas,
    Lírios de grande beleza;
    Fiz esta tocha enfeitada,
    Feita de tudo e de nada,
    Que tu ergues com firmeza.
    Colhi, de dentro de mim,
    Esta alegria sem fim,
    Este carinho maior;
    Porque o cortejo florido
    Em que te vejo inserido
    É um hino ao amor.
    E agora lá vais, garboso,
    Sobre o tapete vistoso
    Feito de arte e singeleza;
    E o teu olhar encantado
    É um preito entusiasmado
    A Cristo e à Natureza.

    (Romeiro Pascal)

    ResponderEliminar
  14. Um poema, com funda raiz tenra de ternura, a invocar a iminência do sol por vir.
    grato pela partilha,
    luís filipe pereira

    ResponderEliminar
  15. e que saudades tenho do sol, da sua mão quente na minha face! saudades de o "cheirar", o sol tem cheiro, um cheiro muito especial que se evidencia quando fechamos os olhos!
    :)

    ResponderEliminar
  16. Las mimosa son ese grito fuerte y oloroso que nos dice que la primavera llegó y yo, he tenido que retroceder hasta aquí para leer lo que me he perdido en este tiempo que no he podido visitarte.Un abrazo de A.Dulac

    ResponderEliminar

Olhares de perto