sábado, 1 de maio de 2010

A vida é um poema!

foto da net


A vida é um poema, onde por vezes a rima falha!
Fazem-se ensaios de métrica, procuram-se sílabas compassadas!
Na vida, tal como no poema, as palavras soltam-se...
...umas vezes de forma cadenciada, ritmada!
Outras vezes de forma pausada, paulatina, ponderada!
Nesta diligência de perfeição na rima,
encontram-se correcções a fazer!
Ora se compõem os fonemas com maestria no som,
Ora se combinam as sílabas para casarem com dom!
O tempo é uma musa inspiradora deste poema de encanto!
Olhá-lo, de frente, atenua o instante de amargura ou de pranto!
Se a rima falhar no poema da vida,
há-de haver um qualquer canto, bafejado pelo tempo,
que remirá e trará a perfeição do momento!

16 comentários:

  1. Olá Luisa! A vida é realmente um poema é tão perfeita em suas rimas e nós demoramos a vê-la com presente divíno. Um excelente final de semana. Montão de bjs e abraços

    ResponderEliminar


  2. → A VIDA é A DIVA ← do POEMA!

    AMEOP ←

    b-i-jos!

    ResponderEliminar
  3. sim , Luisa querida a vida é uma maravilha...e teu poema tambem!
    te quero tanto bem
    beijos

    ResponderEliminar
  4. Lindo e tão verdadeiro!beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  5. Notar esses momentos perfeitos não é tarefa para amadores.

    Lindo!!!

    Bom final de semana!

    ResponderEliminar
  6. Gostei do seu espaço, Luísa!

    Deixo-lhe um pouco de mim:

    «Se eu fosse malmequer
    Mal me querias bem
    Me querias porque flor
    Seria em tuas mãos(...)»

    Isabel Montes
    http://isabelmontes-poemas.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  7. Olá Luísa é sempre muito bom vir aqui e sempre me encanta a tua sensibilidade. Viver "tal como um poema..." que bela comparação!!! Beijos e bom fim de semana...

    ResponderEliminar
  8. LUÍSA

    Se me permites, como comentário ao teu sentido
    A VIDA É UM POEMA
    vou citar Alberto Caeiro:

    "A espantosa realidade das cousas
    É a minha descoberta de todos os dias.
    Cada cousa é o que é,
    E é difícil explicar a alguém quanto isso me alegra,
    E quanto isso me basta."

    E isto, porquê?
    Porque sempre que vou ao UM OLHAR DE PERTO, vejo que todos os dias, tu descobres COUSAS que muito nos ALEGRAM e, com isso, nos trazes uma nova LUZ que ilumina a nossa VIDA.

    Um terno beijo.

    ResponderEliminar
  9. tantisssimos besos,de um dia otra vez frio e feio...

    ResponderEliminar
  10. Lindo Luísa! Gostei muito. Bela composição!!

    ResponderEliminar
  11. Olá Luísa,

    Linda esta reflexão sobre a vida, poema de encantos mil que como diz o texto precisamos olhar de frente para atenuar os embates e apreciar o resto do tempo, com tanto de belo que tem para nos oferecer.

    Beijinhos
    Branca

    ResponderEliminar
  12. Só a Luísa consegue "a perfeição do Momento"!

    É o seu encanto natural! São estas as razões que a tornam linda!

    Beijinho terno!

    ResponderEliminar
  13. Excelente dia da Mãe! Que sejam muitos, muitos, muitos...como este!
    Sereno, tranquilo, com um sorriso no rosto!

    Lindo Dia da Mãe!
    Beijinho terno!

    ResponderEliminar
  14. E que belo Poema!
    Obrigada por tudo!
    Beijos e boa semana :)

    ResponderEliminar
  15. um poema que dá vida a uma vida feita num poema

    ResponderEliminar
  16. Sem dúvida nenhuma que a VIDA é um poema... ambígua!!!

    Beijinhos

    ResponderEliminar

Olhares de perto