quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Pedra...equilibrio seguro!

foto da net


Encontrou equilibriu e por lá ficou!
Sente-se pedra, senta-se segura !
Sente-se atenta ao que do seu pedestral vê!
Passa-lhe o sol, passa-lhe a lua,
Fustiga-a o calor e a geada quando noite escura!
O vento varre-lhe as impurezas
E os arbustos, que a decoram, ouvem-lhe as tristezas!
Sente-se só, mas sente-se segura!



13 comentários:

  1. Parabéna, LUÍSA !
    Mais uma poesia com TODO O SENTIDO !

    Linda, poética e um tanto reflexiva.

    >E os arbustos, que a decoram, ouvem-lhe as tristezas! <.

    Tão frágeis somos...não é ?

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Lindísima,Luisa!Profunda!beijos,chica

    ResponderEliminar
  3. otima, bela, emocionate, e sim, meu querido Joao, somos muito frageis...
    gostei muito, minha queridissima Luisa,
    beijos tantos

    ResponderEliminar


  4. "No meio do olhar tem uma pedra
    tem uma pedra no meio do olhar
    tem uma pedra
    no meio do olhar tem uma pedra.

    Nunca me esquecerei desse acontecimento
    na vida de minhas retinas tão fatigadas.
    Nunca me esquecerei que no meio do caminho
    tinha um oftalmologista
    que retirou a pedra do meu olhar e só assim passei a olhar de perto e seguro..."

    "tonho DRUMMONDando e interferindo"


    :)

    ResponderEliminar
  5. Que bom que veio. Fiquei super feliz.

    Curiosa está comemorando
    Agradeço a sua companhia e visita. Agora conquistante mais um selinho. 121 mil visitas. Lhe ofereço com muito carinho.
    Amigos são como Você, são para sempre! SÃO ETERNOS.
    muito obrigada por estar junto comigo nesta comemoração.Estou muito feliz.Sei que fazes parte deste Jardim.
    És minha flor mais preciosa. cheia de perfume e cor. Obrigada.
    Carinhosamente,
    Sandra

    ResponderEliminar
  6. João,
    reflexiva, sim!
    Já me lês de perto...
    76 mil beijinhos para ti!

    ResponderEliminar
  7. Chica,
    obrigada pela doçura nas palavras!
    hummmmmmmmmmmmm! sabe muito bem ler, reler e voltar a ler...
    BJNHS

    ResponderEliminar
  8. MYRA,

    são apenas pedras recolocadas na natureza pelo movimento.Do caos, gerou-se o cosmos em que vivemos!
    Ou talvez não!
    Bacci tanto

    ResponderEliminar
  9. O equilíbrio é, indubitavelmente,um pilar de segurança.

    A arquitectura natural da imagem é admirável.

    L.B.

    ResponderEliminar
  10. Lídia,
    nem sempre é fácil...mas consegue-se!
    Mil beijinhos

    ResponderEliminar


  11. Psiu!
    Vou ter que perder o "equilibrio",
    para ser notado nos comentários?

    :(:

    ResponderEliminar
  12. Tonho!
    Que desiquilibrio o meu!
    Deslizei pelos comentárioe e saltei o teu olhar sem pedra...
    Mil perdões!
    BJNHS

    ResponderEliminar
  13. Bela imagem

    e belo poema...

    com raízes seguras!

    Bjs

    ResponderEliminar

Olhares de perto