sábado, 7 de abril de 2012

Varzea Cova - Serra de Fafe!

Foto de Luísa - Varzea Cova - Fafe - Portugal


Observei-te do cimo
 da estrada onde na berma os pintos passeavam,
Onde corriam as águas que escasseavam numa tentativa de fortalecimento das ervas...
...e debrucei-me no muro empedrado!
Olhei-te!
Eras um campo asseado,
 penteado com caracóis de fertilizante e laços caprinos!
Cercavam-te vides sem folha que esperavam o sol aquecer para de verde se pintar!
E ouvi-te no silêncio o diálogo 
que oferecias enquanto a serra me vias descer!



6 comentários:

  1. Que profunda essa tua prosa!A frase:E ouvi-te no silêncio o diálogo que oferecias enquanto a serra me vias descer! É de uma beleza poética intensa. Parabéns!
    Abração.

    ResponderEliminar
  2. ...e eu andei pela Serra do Alvão !
    Vi rios, verdes campos e rebanhos felizes por saberem que UM OLHAR DE PERTO estava em rede com o võo de um grifo quase perdido no nevoeiro que, de manhã, tudo por ali envolvia.

    Parabéns, Luísa, por teres menos um problema.

    Um beijo amigo.

    ResponderEliminar
  3. ja te disse mas vou repetir voce é uma otima poetisa, e tem realmente um olhar de perto, fantastico!
    beijos

    ResponderEliminar
  4. Grande regresso do Olhar de Perto

    ResponderEliminar
  5. Obrigada pelas palavras cheias de calor que partilha com todos nós, mas o meu maior obrigado é mesmo poder partilhar consigo o dia-a-dia ... e muito mais haveria dizer deste pirilampito que brilha e brilha :) ... Beijinhos grandes

    ResponderEliminar
  6. Estamos sempre a ouvir, sempre a falar. Difícil ouvir a natureza. O silêncio do diálogo...

    ResponderEliminar

Olhares de perto