quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Olhares mudos

foto da net
 
 
Tenho que te dizer que sabe bem um abraço
Sabe bem quando as farpas caem afiadas
lançadas com sorrisos dos homens de poder!
Tenho que te dizer que sabe bem poder chegar a casa e ouvirmos juntos o rio passar...
o rio que passa indiferente à água que jorro para o fazer subir!
Limpo as lágrimas,
oiço-te falar baixinho pelo silêncio de um sábio observar!
No calar das palavras, ouvi o olhar teu numa linguagem comum!
Saudades...
Vontade dos olhares mudos, de mão dada, a ver o rio que passa
e leva com ele as histórias por contar!
Aquelas que me deixam triste e ás quais dou valor.
Aquelas que tu, ponderadamente, me ensinas a desvalorizar!
 
 
 
 

5 comentários:

  1. sabe tão bem um abraço e a compreensão de quem se ama olhando para o rio da vida
    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. O rio corre sempre para o mar, Luísa.
    Resta-nos ouvir os seus sorrisos que troçam daqueles que julgam que estão no cume da montanha.
    Fugiram porque não sabem nadar e temem que as águas saltem do leito.

    Um beijo e deixa-te ficar assim tranquila na margem.

    ResponderEliminar
  3. a ver o rio que passa
    e leva com ele as histórias por contar!

    Bonita maneira de ver as bàgoas..sempre limpas

    ResponderEliminar
  4. aH ! as saudades...lindas mas tbem melancolicas...e as vezes doem :(
    beijos minha querida Luisa

    ResponderEliminar
  5. Belo texto...Espectacular....
    Os meus cumprimentos

    ResponderEliminar

Olhares de perto