quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Nuvens do tempo


foto by Luísa - Paço Vieira - Guimarães
Sons da chuva e do tempo
agarrados numa nuvem de silêncio!
Cansaço do vento que poisa
calado...
...arrepiado de independência!
Vai e volta,
enamorado pela marca criou
tocando sons ao relento
num trajeto diário de emoção...
Nuvens do tempo!



quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Sons da escrita...na penumbra!

foto da net

Aqui,
onde o nada se espalha num capim envelhecido,
cresce o sossego!
Aqui,
onde não há leiras nem beiras,
arrefece o sono perdido!
Aqui,
onde espreita a penumbra,
canta-se um som esquecido!
Melhor que entristecer, aqui,
é poder escrever a ária,
de um conto tão bem vivido...


terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Contrários...

foto da net

Esconde-te,
repousa na sombra da liberdade
passeando a alegria num embrulho laçado!
Foge,
corre na reta desenhada
mostrando a folia por fugir daqui!
Chora,
pela liberdade guardada
numa prisão
que te vê feliz!



domingo, 25 de janeiro de 2015

Espera...

foto by JOÃO MENÉRES - www.grifoplanante.blogspot.com

Espera!
Não apresses o texto das horas
nem esperes os minutos passar!
Descreve-te apenas saudade,
num sorriso que me aguarda ao chegar!
Espera!
Esperar deixa-nos sorrir...
...dá-nos liberdade de partir antes de ir
guardando no cais da saudade
a memória do abraço que chega,
mesmo que fiquemos sós
no silêncio apertado do encontro...

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Nada a dizer...

foto de Luísa
...quando o olhar escreve o melhor dos textos!

domingo, 11 de janeiro de 2015

Piano

Pazo de Sabadelle com Xosé Figueroa Lorenzana
foto de Carmen Perez Alvarez

Teclas do som que está por vir!
Ensaios...tentativas...experiências...
Ouves o piano
ritmado com o desejo de o ver utilizado?
É assim que a sala vive...na esperança de te ouvir tocar uma pauta já lá colocada
ou noutra ainda por inventar!
Senta, toca!
Amanhã ouviremos  outro som...

sábado, 10 de janeiro de 2015

Invenções eólicas

foto by Luísa - Surpresas na Serra da Lameira - Fafe

Podes esperar pelas nuvens
Pelos raios de sol que brilham
Podes até contar com os caminhos
que inesperados se trilham!
Podes ouvir as hélices do sonho
querer repetir os ventos passados
ou até agarrar o som, que delicado,
 nos faz sentir enamorados!
Podes inventar mil histórias
passadas nas páginas da cidade e das serras
pois por cada livro lido teremos um novo fim:
-um criado por ti, outro escrito por mim!


terça-feira, 6 de janeiro de 2015

M.

foto de Luísa - Nascer do sol

Prometo beijar-te, meiguinha,
todos os dias,
 enquanto o sol nascer...
Dizer-te baixinho como sempre foste especial
e que ser mãe é ser como tu!
Prometo enaltecer-te pelos feitos
e sorrir, aprendendo, pela forma sábia como me conduziste!
Prometo, dizer-te com carinho,
que enquanto o sol brilhar,
falarei contigo das horas,
das flores e dos pássaros,
dos nossos gestos,
do tempo e da história!
Prometo...
...não te falhar!


segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Obra...vida!

foto de Xosé Figueroa Lorenzana - "Teia"

Rede, caminhos!
Encruzilhadas, cruzamentos!
Junção de ideias e vontades
num momento de comunhão laçada!
Frágil!
Cada quadrado tecido, cada passo de vida,
é um ponto firmado no conhecimento do ser!
Mais uma laçada, mais um ano,
mais um sinal teu,
aqui e ali,
onde o sol raia e a luz te mostra
o quanto brilha a obra criada por ti!
Para ti.

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

O que pensa o meu olhar...

foto de Manuel Meira - "Velha"

O que pensa o meu olhar?
-  Pensa nos dias que estão por vir!
Naquelas horas sem fim do frio
e do fio infinito tecido no horizonte!
Para quê tanto tempo
se corrido nos minutos
endurecidos nas lages da vida?
Para que chegados ao quase-fim
se possa dizer que a vida tem sentido...
...mesmo quando, indiferentemente, vista da janela, num tempo corrido!