sábado, 14 de janeiro de 2017

As pedras também choram

Foto de Jorge Elisa Oliveira.
Foto de jorge elisa oliveira - Aldeia do Pontido - Fafe

Sentam-se firmes, seguras,
imutáveis no tempo e local!
Todos lhes invejam a calma,
sapiência,
a capacidade de se manterem de pé,
sentadas na margem da vulnerabilidade!
Seguram-se expostas,
escondidas entre si
pela força da água!
O que se lhes vê é evidente:
- "as pedras também choram"!

4 comentários:

  1. "a capacidade de se manterem de pé,
    sentadas na margem da vulnerabilidade!"

    Formidável, Luísa !!!

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Imutáveis na mutabilidade.
    As pedras que choram...nos nossos olhos.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  3. Adorei! :) A combinação da evidência, com a complexidade!...

    ResponderEliminar
  4. Beijinho muito grande e contínua com essa inspiração! ;)

    ResponderEliminar

Olhares de perto