domingo, 8 de janeiro de 2017

Luz apagada

Foto de Luísa Vilaça.
foto by Luísa

Chamar a luz
e apagar-se no silêncio!
Ter cor de paz
e viver em guerrilha interna!
Dar-se na calma
e na alma escrever-se só!
Chamar a luz,
apagou o clarão.
Fundiu.
Fundiu-se!

2 comentários:

  1. Excelente imagem, Luísa !
    O poema é muito bonito, mas eu não gosto de usar aquele verbo final.

    Um beijo muito amigo.

    ResponderEliminar
  2. Todos os dias entregas tanto de ti. Alguns, não saberão apreciar devidamente esse teu doar, mas os que te sentem a alma, não precisam de tu dizer, pois sentem-te e retribuem, só em te olhar e brilhas mesmo na escuridão.
    És uma amiga muito especial doce Lú 😍😘❤❤😚😙

    ResponderEliminar

Olhares de perto