quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Luar de AnaF


Oleo sobre tela de AnaF

Ofereceste-me a lua por ti pintada
Com a sombra de um ramo que a namorava
As estrelas suas vizinhas dançam na tela
Como quem dança em dias de festa!
Sorrias com a relíquia na mão,
trazias a tua tela azul noite
Cheia de alegria por ma ofereceres!
Tudo em ti foi lua cheia!
Tudo em ti foi delicadeza e amor,
reflexo de um gesto de dádiva,
de um sinal de maturidade,
de quem olha o céu e vê para além da lua,
para além das estrelas,
para além do que eu vejo em ti de mim.
Hoje ofereceste-me um pouco de ti,
com o sorriso crescente pelo meu recital de luz!

A ti, Ana, o meu mais terno beijinho de gratidão pelo gesto de amor pintado!

11 comentários:

  1. Ohhhhh tão quido :)
    Uma beleza essa Tela e o seu poema juntos... adorei!

    Beijinho para si

    ResponderEliminar
  2. Quem tem uma filhota assim, é porque a merece muito.
    Quem pinta a Lua com estrelas dançando à sua volta, só pode estar a sentir-se estrela iluminando sua Mãe com o sorriso da FELICIDADE.

    O teu LUAR DE ANA, LUÍSA, é uma doçura.
    Casa-o com o amor que a ANA pintou e não te esqueças de lhe dizer que também para ela eu mando um beijo, pois, para lá do gesto que teve contigo, também ADOREI a aguarela!

    ResponderEliminar
  3. Nada mais belo que unir a pintura à poesia.

    Lindo poema!

    Beijos.

    ResponderEliminar
  4. Visitei o seu blogue, por um mero
    acaso cheguei a ele e gostei.Já
    me registei como seguidora.
    Se quiser visitar os meus:
    http://plullina.blogspot.com
    http://intemporal-pippas.blogspot.com
    sou de Portugal.
    Um bj.

    ResponderEliminar
  5. ..." recital de luz" lindo!!!
    voce è realmente uma grande poetisa!
    e tua filha acho que vai seguir o teu caminhao, creatividade, bravo!!!
    beijos com muito carinho,

    ResponderEliminar
  6. Pudesse eu revelar em palavras aladas,
    Este Sol refugindo em lavores,
    com brilho de oiro, em púrpura envolvente
    Como versos que vão desabrochando seus botões.
    Gostei!



    Borrifes de Jacarée

    ResponderEliminar
  7. Bonito este luar em pleno Outono: gratidão e amor cheias de luares.
    Um abraço
    Chris

    ResponderEliminar
  8. Que belo luar.
    Que belo poema.

    Que bela a tua maneira de transmitir o amor.

    Parabéns.
    Beijo.
    Nivea

    ResponderEliminar


  9. Muito bacANA
    este olhar sobre o luar dela!

    Beij♥s!

    ResponderEliminar
  10. Belo momento de luar...belo poema...Espectacular....
    Beijos

    ResponderEliminar
  11. Querida amiga Luísa,
    um gesto de amor do tamanho da lua e com o brilho da lua.

    Lindooooooo!!!!!

    Peço desculpa pela ausência aqui, mas faz hoje precisamente 15 dias que o Sérgio está doente e de lá para cá não mais parei de médico em médico.

    Felizmente agora que tudo está a melhorar, sinto a paz e disposição necessárias para visitar os amigos, lentamente, um a um, tal qual o tempo mo permita.

    Deixei no meu blogue uma declaração de afecto e é lógico que a Luísa está incluída nela.

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar

Olhares de perto