segunda-feira, 10 de junho de 2013

Um sinal de ti, Mestre

foto de JOÃO MENÉRES - clarabóia - Porto

Quando pedi um sinal do teu olhar
deste-me a visão do teu Porto!
Por entre as telhas edificadas, percebeste os sinais de luz,
e abriste as janelas do bom gosto,
rumo à satisfação de um pedido meu!
Tal menina pendurada no parapeito
da mais bela vidraça do amontoado de casas,
descobriste-me por entre tantas,
singela e luzidia,
como quem espera a lente do mestre
para sorrir até ser dia!
Levanto o calcanhar, enlaço as mãos no colo,
poiso o queixo no ombro e coro...
...pela oferta do dia!

7 comentários:

  1. Sabes, Luísa, palpitou-me que as clarabóias e esta luz te inspirariam de pronto...
    Estou muito feliz com o que escreveste !
    E és super rápida !

    Um beijo muito grato e amigo.

    ResponderEliminar
  2. Enviei-te às 18:47 e menos de meia hora passada já tinhas a tua bela escrita como resposta !
    FANTÁSTICA SENHORA QUE TU ÉS !

    ResponderEliminar
  3. Muito obrigada pela colaboração permanente e incondicional!
    Mil beijinhos

    ResponderEliminar
  4. e abriste as janelas do bom gosto
    xanelas que abre LUISA VILAÇA...a cada intre

    ResponderEliminar
  5. e abriste as janelas do bom gosto
    xanelas que abre LUISA VILAÇA..a cada intre

    ResponderEliminar
  6. fantastica amizade, aravilha de fot e de palavras, adoro vcs dois!

    ResponderEliminar
  7. Que poema menina Luísa...
    E a fotografia então é fantástica. Esta é mais uma bonita homenagem ao meu Porto sentido...

    Beijo Fi

    ResponderEliminar

Olhares de perto