quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Olhar

foto de Luísa

Busco em ti a cópia da meiguice no olhar,
da traquinice dos dias,
e da genica ágil na corrida!
Talvez um ensinamento de ser ternura,
o respirar indiferente da loucura,
ou um leve afago na amargura!
Quem sabe,
o desejo de ser irracional,
pensando bem...



8 comentários:

  1. o respirar indiferente da loucura,
    ou um leve afago na amargura!

    Especial maneira de definir a soedade..Luisa Vilaça sempre.....

    ResponderEliminar
  2. Irracional? A irracionalidade destes seres é o princípio dos seres ditos racionais!

    ResponderEliminar
  3. Xosé,
    uma leve definição...inofensiva!

    ResponderEliminar
  4. HAALS,
    tu és amigo de sempre e conheces bem o meu pensamento...

    ResponderEliminar
  5. Pena quando ficam velhinhos com 14 anos !
    É um enorme desgosto.
    Nunca mais quiz ter animais em casa.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  6. amo cachorros! e este e bem bonito!
    beijosssssssssssssssssss

    ResponderEliminar
  7. Luisa,que bom ter dedicado este poema aos n/ AMIGOS de quatro patas; que falam com o olhar; com o abanar da cauda, ou quando nos deitam ao chão no seu mais caloroso abraço. E choram quando lhes ralhamos ou estamos longe, e necessitam de tão pouco de nos para nos darem tudo o que têm...

    Bejo. Fi

    ResponderEliminar
  8. Assino palavra por palavra o comentário acima (do/da Fi).
    :)

    ResponderEliminar

Olhares de perto