quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Tu, às vezes....

Dizes que sim, quando quero ouvir não.
Negas presença, quando te quero ver de perto.
Corres quando tens que andar devagar,
e avanças lentamente, quando a pressa te anda a incomodar!
Vestes negro, para na cor não esbarrar,
e mostras-te nos contrários, desalinhando!
Humm!
Tu, às vezes, és poesia!

8 comentários:

  1. Vivam os Poetas...~_* e o amor também.

    ResponderEliminar
  2. O que nem sempre é mau, nem sempre é desencontro.
    "Tu, às vezes, és poesia" já o meu pai me dizia.
    (e eu não gostava nada).

    ResponderEliminar
  3. Quantas vezes esse "retrato" não se aplica a mim...

    ResponderEliminar

  4. Poesia, podemos encontra-la em tdos nós, mas poucos conseguem entendê-la, ou mesmo sentir.
    A beleza da vida esta ai, na diferença, tdos nós somos deferente, e cada um uma poesia, saber respeitar a forma como rimamos é a chave para o sucesso, ou o entendimento.

    ResponderEliminar
  5. Mas onde é que eu vi este filme??
    Beijinhos DB

    ResponderEliminar
  6. E não é a poesia um certo desalinho?

    ResponderEliminar

Olhares de perto