quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Texto 1

Alienação do real,
separação do comum
num mundo vulgar...
diferente!
Cores já pintadas,
textos já lidos,
ideias repetidas de valores...
embolorados!
Olhares recheados,
visões de memória
da sabedoria crescente...
de outrora!
Sentimentos vãos,
ditados no ar
sem rima nem verso...
mas pejados de vida,
cansada e tardia!






1 comentário:

Olhares de perto