sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Orvalhos

Foto de AdágioCaía suavemente...em cortina de neblina transparente!
Cobria onde sentava e repousava em frescura!
Estendeu mantos de humidade, transpareceu sobre a folícula
Que leve e alegre, se apresentava beijada pelo orvalho matinal!
Simbiose de elementos naturais, com cristais de água gotejantes,
em pleno contraste com a solidez da colina verdejante!
Se houvesse um instrumento a tocar, ouviríamos a delicadeza do violino
e os pássaros, que se abrigavam, acompanhavam com o seu pio fino!
Nestas folhas verdes cheias de vida, repousa a gota de água,
que devolve à natureza o seu elixir de vida!

21 comentários:

  1. Agradeço a postagem deste texto delicado que transpira sensibilidade e ternura.
    Bom fim-de-semana
    BJS e um abraço

    ResponderEliminar
  2. Bravo Luísa, adorei toda esta delicadeza com que descreve os orvalhos!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  3. Este texto nos deixa com uma sensação gostosa de frescor matinal!

    Uma final de semana de paz!

    Bjs.

    ResponderEliminar
  4. Como sempre, a delicadeza e o bom gosto presentes no seu Blog.
    Parabéns pelo texto amiga!
    Beijo grande.
    Li

    ResponderEliminar
  5. Um texto sereno, delicado, para uma imagem encantadora!
    beijo, lindo final de semana

    ResponderEliminar
  6. Olá Luisa,
    que bonito texto, escrito com sensibilidade e ternuro,
    E nestes dias matinais, onde brilham os critais de agua pura cristalina.

    bom fim de semana

    um abraço José

    ResponderEliminar
  7. gosto muito deste seu elixir da vida, econtro serenidade neste seu espaço,


    obrigada e um abraço

    ResponderEliminar
  8. Luisa...

    Sempre que por aqui passo, nos passos que dou, sinto a frecura da poesia nos meus pés decalços
    O meu olhar suavisado e molhado pela beleza dos sentimentos...
    Sou mais feliz quando te encontro
    assim...aqui...ali...sempre, na beleza do poema da vida.

    beijinhos

    Pj

    ResponderEliminar
  9. Olá fiquei por aqui um bocado e gostei do que vi Beijos Paull.

    ResponderEliminar
  10. Bela exaltação do elixir da vida. Gostei particularmente dos «sons»...
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  11. Oi poetisa!
    A natureza mãe agradece, pela forma como transpareces cada olhar de perto.
    Senti a frescura das gotas e o som que transmitiu.
    Um beijo,
    Judite

    ResponderEliminar
  12. Orvalho no olhar de perto
    é refresco no nossa olhar/ler!

    one sm:)e

    ResponderEliminar
  13. Me perco no equinócio deste orvalho
    Sementes germinaram e refescaram a minha alma.
    A Mãe Natureza inspira sempre sentimentos energéticos.

    Bjs

    ResponderEliminar
  14. Uma delicada sinfonia.
    Gotas e a sutileza do orvalho. lágrimas de felicidade que embebem as folhagens e as flores.
    Belo texto!
    Uma música, ouvi uma música.

    Beijos,

    ResponderEliminar
  15. Há uma certeza garantida:
    - sem os vossos olhares de perto, com tanta sensibilidade e sabedoria, o orvaloh não passava para letras nem a mãe natureza eu veria!
    Um beijinho terno a todos, e muito, muito obrigada pela vossa presença neste meu/vosso cantinho!

    ResponderEliminar
  16. Sublime...Impecável, não há mais o que dizer...

    ResponderEliminar
  17. realmente esta imagen e as palavras que a acompanham, sao mais que beleza, um beijo enorme

    ResponderEliminar
  18. Passei para te deixar um terno beijo...

    ResponderEliminar
  19. o orvalho é fonte de vida que se faz da renovação de ciclos, da luz que brilha na manhã perdida.

    ResponderEliminar
  20. definitivamente, as imagens são uma obra de arte à parte nesse teu blog.

    e gosto dos teus textos, porque descreves bem as estações do ano, que tanto têm me inspirado a escrever.

    ResponderEliminar

Olhares de perto