terça-feira, 15 de setembro de 2009

Rabiscos dum voo

Foto da net Um dia, vou poder voar!
Alcançarei a suprema leveza de levantar voo
E poderei observar somente quem continua a andar!
Uns, seriamente agitados,
Outros alegremente acomodados!
Lançarei plumas de serenidade,
Aliviarei a tensão da obscuridade,
com centrais de luz e tenacidade!.
O pio virá silencioso...
Mas farei com que o sintam melodioso!
Voarei sobre a agitação,
Polvilharei pozinhos de calma!
Será o voo sublime da quimera, da ilusão da mudança
dos seres que nos tornamos simplesmente porque cá andamos!

19 comentários:

  1. «Um dia vou poder voar!»
    Pura poesia!
    Bjos!!

    ResponderEliminar
  2. Quanto mundo aqui está nestes chamados "RABISCOS DUM VOO" !

    Todos nós vamos ter o dia em que faremos o voo que referes com tanta clareza.
    Todos nós semearão pozinhos de calma sobre os que estão na paragem.

    Eu vou ensaiando pequenos voos. Mesmo que sejam inter-continentais, não ignoro que para nada me servem.
    O outro voo precisa é de preparação em terra, não no ar.

    Escreveste importantes ideias para muitos pararem e reflectirem.
    Obrigado, LUÍSA.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  3. Que bom poder sonhar!
    Voar, voar.... flutuar além.
    Bejs

    ResponderEliminar
  4. Nossos pensamentos já voam, suas palavras voam e pousam num lindo poema!
    beijo

    ResponderEliminar
  5. A forma como tu transformas as tuas ideias e sentimentos em palavras,é tão natural como o facto de que, um dia todos havemos de voar, se não em corpo, pelo menos em espirito.

    Beijos grandes!

    ResponderEliminar
  6. Um dia este voo será arte final!

    Beij♥s!

    ResponderEliminar
  7. Vim novamente navegar no encanto do teu mundo e saborear cada momento...

    Apesar da distancia, deixo-te um convite:

    O autor Luis Ferreira, e a editora Temas Originais têm o prazer de o/a convidar a estar presente na sessão de lançamento do livro “Sentir as palavras”, a ter lugar na sala Green Room do Freeport - Alcochete, no próximo dia 26 de Setembro, pelas 17:00.

    O autor e a obra serão apresentados pela Dr.ª Carmo Miranda Machado
    O lançamento terá a presença do Trio Opus Musique e da SamariTuna - Tuna Feminina da Universidade Lusófona.

    ResponderEliminar
  8. Só mesmo que consegue alçar um voo
    tão lindo assim é que pode falar das alturas.

    Belo poema Luísa.

    beijos

    ResponderEliminar
  9. Um dia querida amiga, todos nós faremos esse voo, o que poderá ser diferente em cada um é a forma como o encaramos.

    Muito forte este poema, parabéns!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  10. OHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!!!
    beleza!!!!! tudo, beijos lindo para voce, minha amiga,

    ResponderEliminar
  11. Olá continua a voar pela beleza dos teus poemas Beijos Paull

    ResponderEliminar
  12. Oi, tudo bem?

    Sei que você é seguidor/a do blog e gostaríamos de te convidar a fechar este ano conosco com uma resenha sua para o nosso cronograma de fim de ano.
    Sim, já estamos trabalhando com as resenhas para o último mês desse ano e os seguidores do blog sao os nossos convidados.

    Você poderá fazer uma resenha de algum livro que você já tenha lido; Que tenha gostado ou nao.

    Mas antes dá primeiro uma olhadinha no nosso arquivo para nao enviar uma resenha que já tenha sido postada.

    http://oqueelasestaolendo.blogspot.com/2008/04/o-que-elas-esto-lendo.html

    Obrigada Georgia e Flávia

    ResponderEliminar
  13. Demorei um pouco, mas voltei. as vezes o tempo se torna curto demais, para cada um de nós.
    Fico com saudades, mas dá para abraçar o mundo de uma só vez.
    Um grande abraço minha amiga.
    Com muito carinho
    Sandra

    ResponderEliminar
  14. Convido a inscrever-se em http://arteseculturas3.ning.com/

    ResponderEliminar
  15. Voas diariamente, quando soltas as mais belas palavras.
    Voas em direcção aos outros e os levas aos mais altos lugares.
    Voas no lápis, na página, na imaginação.
    Voas e voarás sempre ao nosso lado, porque sem esse voo não chegaríamos à magia e à beleza do teu interior.
    Um beijo,
    Judite

    ResponderEliminar
  16. Oi Luisa
    Que voo arrebatador! conhecer uma poeta é sempre prazeroso.E podendo ler seus poemas , assim , até sem pedir licença rsrs Adorei.
    Vou estar aqui te "olhando de perto" Obrigada
    Seu nome me lembra Tom Jobim, conhece "Luisa"?
    "Vem cá, Luiza
    Me dá tua mão
    O teu desejo é sempre o meu desejo
    Vem, me exorciza..." música dele letra linda.
    Do Brasil, com abraços

    ResponderEliminar
  17. Obrigada pela visita..
    Realmente...a caricatura ficou maravilhosa, não é??
    Super beijos
    E lindo fim de semana,
    Regina.

    ResponderEliminar
  18. POIS ACREDITO...MAS ISSO SÓ VAI ACONTECER UM DIA...QUANDO LEVANTARES VOO...
    PARA ISSO TEREI DE ESPERAR MUITO PARA ACENAR DA TERRA? EU VOU ANDAR CÁ POR BAIXO...ESPERO EU!!!

    GOSTEI DESSES RABISCOS DE VOO...MUITO POSITIVOS,ALTRUÍSTAS... PODEMOS VOAR SEMPRE QUE A ALMA PERMITA...

    BEIJINHO

    ResponderEliminar
  19. Um dia Luísa? não... que seja já hoje e agora :)

    Beijinho para si

    ResponderEliminar

Olhares de perto