segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Da Serra da Lameira...vi o Viso escondido!



Hoje a serra está assim: fria e carregada!
Não sei se sentem comigo o frio que por lá se faz sentir!
Ouve-se um profundo sopro, de um vento lá do norte,
vem frio e raivoso, bate-nos como se fosse um chicote!
Ao olharmos a paisagem, viramo-nos de costas para norte
Queremos apreciar o Viso, que de branco traja o decote!
Hoje não vemos os pastores, nem os rebanhos a pastar!
Os braseiros aquecem as casas e os animais quedam-se no curral!
Tilintamos de frio, na Serra!
Apreciamos todas as suas cores, sons, hábitos e habitantes!
Prometemos lá voltar, em dias mais reconfortantes!

16 comentários:

  1. LUÍSA

    Imagina que nunca tinha visto o Viso com neve!
    Mas, também não admira. Pois é raro quando neva estar céu azul. Assim, quando há um ano atrás nevou em Celorico e em Amarante (e portanto no Viso) nada se ver lá para cima.
    O meu filho do meio foi a Budapeste a um Congresso de Oftalmologia e no Sábado, como esteve um céu limpo, ficou maravilhado.

    O teu texto está lindíssimo.
    És uma força da Natureza !

    Um beijo enternecido.

    ResponderEliminar
  2. Que linda neve,Luisa! Imagem maravilhosa! um beijo,chica

    ResponderEliminar
  3. Amiga Luísa,
    hoje o frio até doí!!!

    Muito Lindo!!!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  4. lindissssssimo texto, e eu aqui tambem com um vento horrivel...morrendo de frio mesmo dentro de casa!mas ja nao tem neve aqui,somente chuva ,chuva sem parar!
    beijinhos , voce é linda!

    ResponderEliminar
  5. Que bela imagem... e eu senti aqui o frio sim :) ainda o sinto porque ele está com uma gana que racha heheheh

    Bom dia de carnaval... e se gosta, divirta-se!

    Beijinho

    ResponderEliminar
  6. Mas valeu a pena, Luísa, ter tilintado de frio porque viu o "Viso escondido", e trouxe-nos esta bela foto.
    Agora é mesmo melhor ficar a aquecer-se à lareira.
    Por aqui, nem vislumbres de Serra de Sintra e o tempo está gélido.
    Um beijinho,
    Maria Emília

    ResponderEliminar


  7. Congelei com tal descrição,
    deste olhar que encherga looooonge!
    Mas,
    sempre tem um porém todavia contudo,

    o SOL aqui no Brrrrrasil derrrrrete e irrrrrita
    o meu sorrrrriso... não ria!

    Beij♥s!

    :)

    ResponderEliminar
  8. Cada estação com suas caracteristicas, mas sempre é belo olhar diferente, paz.

    ResponderEliminar
  9. Há um ar romântico em tudo isso, gosto do inverno...
    beijos, ótima semana

    ResponderEliminar
  10. um beijo de bom dia, sempre com frio, sabe de uma coisa, se voce for ver o que coloquei hoje, vai no que diz"confiem no tempo" a imagem desta é melhor que aquele primeiro que pus em italiano, porque meus amigos italianos rclamaram que agora so escrevo em portugues!:)
    mais beijos!!!!

    ResponderEliminar
  11. Luísa...que linda foto lhe deu o Viso... Essa neblina assenta que nem um chapéu...lindo. Se passar por os meus lados verá o que é frio e que belas fotos deu...Um beijo

    ResponderEliminar
  12. Oh! eu queria tanto ir ver a neve.................

    ResponderEliminar
  13. Nossa deve estar muito frio mesmo..Aqui um calor muito grande..
    Um gande abraço, amiga..
    sempre lembrando e passando para deixar um carinho..

    Ainda quero lhe agradecer pelo carinho, deixado na vitima da quinta..
    Desculpe a demora para vim agradecer, embora já tenha feito, no Blog do Edu...

    Deixo um convite para vim dar uma olhadinha no blog do chico..Confira quem esta lá.
    http://olhardireito.blogspot.com/2010/02/3-poema-2fase-ideias-e-liberdades.html
    Ficarei muito feliz com a sua presença.
    Sandra

    ResponderEliminar
  14. Olá Luísa,

    Não conheço esse frio que menciona, mas sinto o vento que corta a carne penetrando na alma.
    Um silêncio profundo que quer se aquecer.
    Uma imagem linda que trás lembranças de onde não vi, mas que por tuas palavras senti.

    beijos,

    ResponderEliminar
  15. mais beijos mais obrigadas, e mais aplausos!!!!querida Luisa

    ResponderEliminar

Olhares de perto