quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Navegar...


Foto de http://hellagphotos1000.blogspot.com

...e hoje decidi: quando regressares vou pegar em ti e vamos dar o mais belo passeio!
Tu escolhes a embarcação e eu defino o roteiro!
Vamos rumo à linha do horizonte, com jazz a acompanhar...
Levas o livro de eleição e vontade de passear, abrir os olhos e ver o mar!
E lá ao fundo, espera-te um beijo do sol, escondido na penumbra do horizonte, como um presente oferecido pela sorte de te termos mais um pouco, mais um tanto, mais sempre!
Será somente, mais um navegar teu...

15 comentários:

  1. Para irmos (pelo menos dois) até à linha de horizonte, já que foi essa a rota escolhida, considerando que o vento não passa de uma brisa, opto pela lancha (contrariado, mas não há alternativa possível nestas condições).

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Que lindo convite e programa!beijos,chica

    ResponderEliminar


  3. Nesta nave
    devagar
    divaguei
    no navegar!

    Beij♥s!

    ResponderEliminar
  4. Amigos,

    benvindoa a este navegar!Sabe bem receber-vos com esse inteligente olhar de navegadores!
    João,
    tu sabes bem do que falas, estas são as tuas águas, marés, rotas e caminhos.
    Chica,
    anda daí!!!Talvez encontremos o arco-íris!
    Tonho,
    quando a rota definida for terras de Vera Cruz, apressaremos o navegar para mais cedo te encontrar!
    Beijnhos aos três!

    ResponderEliminar
  5. bom dia querida Luisa, engraçado eu hoje tambem falei de sol...mas sem navegar, ja que nao tenho mar..somente dentro de minha memoria e qdo anos atras eu navegava, no mar do Rio de janeiro, junto ao meu irmao...
    gostei imenso de tuas palavras...
    beijos

    ResponderEliminar
  6. Se parte de mim é mar,
    não podia deixar passar...
    Já reparei que a embarcação está a ficar com lotação esgotada.
    Será que poderei reservar lugar???
    Seja de lancha ou a nado,
    o importante é abraçar o mar,
    e partilhar convosco este navegar!

    À Luísa em especial, beijinho terno...
    Obrigado!

    ResponderEliminar
  7. Lindo! Lindo! Lindo!
    Tambem gostava de fazer um belo passeio como este.
    Parabens!
    Bjinhos.Pedro

    ResponderEliminar
  8. Eu cá perco todo o romantismo e prefiro ir de Cruzeiro, um desses muito grandes. Tenho medo do mar. Um dia, num passeio, o mar virou de repente e vi a morte a espreitar...como ainda tinha muito para fazer, não fui com ela... Gostei do poema. Um beijo

    ResponderEliminar
  9. Neste barco do afecto, todos poderão navegar...
    Obrigadap ela vossa visita!

    ResponderEliminar
  10. Simplesmente maravilhoso Luísa, adorei!!!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  11. que decisão mais acertada!navegar com o vento a acariciar as faces, que se tocam como uma só, olhando o horizonte distante e cada vez mais perto!navegar ao ritmo do mar, num embalar constante, até adormecermos, nos braços um do outro! Sonhei...acordada...é o efeito colateral das suas belas palavras!

    ResponderEliminar
  12. Navegar é preciso...
    Sonhar é preciso...

    Rumo ao final do arco-iris, é lá que se encontram os desejos ainda por cumprir...

    Beijo.
    Rolando

    ResponderEliminar
  13. e eu que queria sol!!!! neve, neve, neve...beijos

    ResponderEliminar
  14. A mais acertada decisão!
    Seja qual for a embarcação, o roteiro é de se cobiçar...
    Depois de ser beijada pelo sol, só resta mesmo seu porto seguro encontrar... só ancorar para mais um tanto, mais sempre.

    Luisa,se couber vou também.
    Beijo com carinho.

    ResponderEliminar

Olhares de perto