sábado, 13 de fevereiro de 2010

Há vida dentro do vaso...

foto net

Depois de mexer na terra e lhe sentir o cheiro
Vou guardá-la em vasos de barro e fazer o seu granjeio!
Esperam-me horas de jardim, de cultivo e muito prazer
Aguardam-me momentos de invenção nesta arte que requer engenho
E à qual me dedico apenas com vontade e empenho!
Hoje o vento está frio e convida a quedar-me cá dentro
Mas em nome das sementes que me aguardam
Vou para fora arranjar-lhes o lar, com alento!
Um lar de embelezamento do varandim, de animação colorida,
Um domicilio partilhado entre a vida das plantas que crescem
E uma natural decoração que ao beiral oferecem!

10 comentários:

  1. O jardim chama quando o sol espreita ainda que o vento insista em fazer-se frio.

    L.B.

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito Luísa. A escolha da foto foi muito bem feita. Teria de ser assim, para acompanhar o poema. Um beijo

    ResponderEliminar
  3. Há vida sempre é só deixar o coração sentir...paz.

    ResponderEliminar
  4. Existe vida em tudo é só deixarmos fluir
    beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Com as nossas mãos podemos realizar grandes obras..
    Na vida que está no vaso, está a dadiva do Criador...A vida..
    Um grande abraço, amiga.
    as vzes demoramos..mas não esquecemos, quem mora dentro do nosso coração..
    Por isso te espero lá na curiosa.
    Seja bem vinda
    Sandra

    ResponderEliminar


  6. Dei um zoom na imagem,
    olhei bem de pertinho,
    vida vi (não confundir com vi Daví)
    no interior de cada palavra.

    Fiquei ávido pelo conteúdo!

    Beijinho terno!

    ResponderEliminar
  7. "Um domicilio partilhado entre a vida das plantas que crescem
    E uma natural decoração que ao beiral oferecem"

    completamente de acordo, e gostei muito, muito, de que colcou hoje, palavras e imagem!
    um bom Domingo para voce, minha querida,

    ResponderEliminar
  8. Lindo!!! como sempre :)

    e...
    continuação de uma noite romântica como é da praxe de 'dia dos namorados' :)

    Beijinho

    ResponderEliminar

Olhares de perto