quarta-feira, 15 de maio de 2013

Quando te falei do azul

 foto de João Menéres - Azul

Quando o pensamento chama baixinho e vem suave, delicado, ternurento até...
...sopra supremo num tom que não esgota!
Cobre de azul a ideia de vida, de agilidade, de corrida com fé...
...como quem se chama céu  e mal se nota!
Encontra no infinito a agitação, o burburinho sussurrado da faina amainada das marés e pinta-se de azul!
Entre ambos, moras tu, eu e todos os olhares que por cá passarem só para te ver naturalmente: pintada de azul!




7 comentários:

  1. LINDO,lindo! estou adorando as cores de vocês! beijos,chica

    ResponderEliminar
  2. Que magnífico este teu
    " Quando o pensamento chama baixinho e vem suave" !

    Obrigado por dares o teu colorido ao meu azul, Luísa !

    ResponderEliminar
  3. e sim Joao eu tbem gostei mto desta frase, Luisa e uma grde poeta...e tua foto, e linda...gosto desta parceria de vcs....
    beijos aos dois

    ResponderEliminar
  4. Sabes que hoje foi especialmente bom vir aqui?!
    A foto é magnifica, parece que temos o mar tão perto que nos molhar à mínima distração.
    O poema, é lindo...

    Beijo Fi

    ResponderEliminar
  5. Linda forma de estrutura um pensamento, digna de alguém que tem forçosamente de ser muito linda por dentro .Abraço !ML .

    ResponderEliminar
  6. Pois de fato o azul é profundo!
    Estou amando essa paleta!
    Beijos!!!

    ResponderEliminar
  7. ..sopra supremo num tom que não esgota!
    como a dulce Luisa Vilasaça..
    Encontra no infinito a agitação.....
    Un poema de soños..

    ResponderEliminar

Olhares de perto