segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Batimentos cardiacos

foto by Luísa -"hand made heart by As Flanginhas"

O amor não acaba com um beijo
nem com olhares de frente encontrados!
O amor acaba com um murro 
na mesa dos afetos,
que perante a dor se viram calados!
O amor não acaba...
...vive!~
Se é amor
vive, eternamente!
Se não é,
calem-se os versos,
queimem-se os sorrisos,
arda no inferno que dele ousar falar.
Calem-se os sinos.
Emudeçam as rimas.
Fechem-se os olhos.
Calem-se para não falar de dor.


5 comentários:

  1. Vou estar calado, Luísa.
    São ordens tuas...

    Um beijo amigo.

    ResponderEliminar
  2. Hoxe enfadouse a poeta..eu tamén como Joao vou estar calado..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. oh! Lê o que escrevi ao João!
      Não inventes o silêncio quando eu preciso de ruído, sim?

      Eliminar
  3. Ah...Por amor, o Mestre expulsou os vendilhões do Templo...

    ResponderEliminar

Olhares de perto