terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Irei ou talvez não

Só não sei se vou só
se me deixo ficar só
ou se me fico acompanhada de nada

Só não sei se virás comigo
se me fazes companhia
ou se me liberto das amarras do voo!

Só não sei o que fazer
se caminho sozinha
se avanço sem saber para onde
ou se me fico na terra firme do teu colo!

Sei só que é por aí que vou
pelo abraço apertado no ermo da serra
entre o beijo quente de um dia
e a mão selada para todo o sempre!




6 comentários:

  1. " Sei só que é por aí que vou
    pelo abraço apertado no ermo da serra
    entre o beijo quente de um dia
    e a mão selada para todo o sempre!"

    Não podes escolher melhor, querida Amiga !

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Só não sei se virás comigo

    se me fazes companhia

    ou se me liberto das amarras do voo!
    Non sabemos se a poeta Luisa Vilaça enceta una nova andaina poética, ou soio describe un soño. O que si é certo a sua calidade e cualidade como poeta.Sigue sen defraudar.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Xosé,
      lê a etiqueta do post, se faz favor!
      Mera escrita criativa.
      Beijinhos minhotos ;-)

      Eliminar
  3. so sei que voce e minha amiga...e que estou mto velha e cansada...e que escreve muito LINDO!!!!!
    beijosssssssssssssss

    ResponderEliminar
  4. MYRA,
    adMYRAvel amiga,
    estimadissima senhora,
    que bom vê-la de novo neste meu olhar de perto!
    Admiro-a todos os dias pela sua criatividade genial!
    Saudades deste lado do mundo.
    mIl beijinhos

    ResponderEliminar

Olhares de perto