domingo, 4 de outubro de 2009

Lavor...Louvor

Foto da net
A perna faz andar a roda da base de trabalho do artesão!
Dedica-lhe a velocidade certa para obra de arte feita à mão!
Uma esfera argilosa entrou na dança da roda...veio girar!
E espera das mãos do artesão a nova vida que lhe vai dar!
Com delicadeza em cada dedo, arte e sabedoria a deligenciar
Uma nova forma, um novo corpo que vai dali germinar!
Quantas voltas lá não deu, com o pensamento longinquo,
As preocupações da vida a molhar cada nova curva, novo vínco!
As rugas das suas mãos apenas mostram que da arte fez vida,
E na vida fez crescer toda uma vontade acrescida de com ela sobreviver!
Roda, gira, circula, fez a obra nascer,
aquela que comigo guardo para jamais esquecer!

18 comentários:

  1. Olá passei por aqui para desejar boa noite e ler o bonito poema Beijos Rebelde.

    ResponderEliminar
  2. Lindo Luísa... artesanato e arte na escrita uma combinação perfeita!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  3. oi amiga!
    A arte e a sabedoria juntas, como as que tu crias!
    Já lá vão os tempos em que este oficio era muito cobiçado!
    Mas há sempre alguém que as faz renascer!
    Um beijo,
    Judite

    ResponderEliminar
  4. É uma dádiva!
    Artes é nato em alguns.
    Grande olhar este teu!

    Beijos!

    :)

    ResponderEliminar
  5. Que lindo! E em toda obra há um pedaço do artista!
    Beijo grande amiga!
    Elida

    ResponderEliminar
  6. Toda construção depende de paciência e persistência, como o trabalho de um artesão, que aos poucos dá formas, cores,vida...!
    Beijo, boa semana

    ResponderEliminar
  7. Olá...

    Dá uma espreitadela no meu blog ;)
    www.ocantinhodamimi.blogspot.com

    Beijos*

    ResponderEliminar
  8. Vida, arte, sabedoria e paz. Um olhar de perto que desperta. Mais poesia pra vida, mais arte pro mundo. Sabedoria que inventa paz.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  9. Um dia, gostaria de visitar a tua olaria...
    Aquela em que, em vez da perna, usas a sensibilidade, o bom senso e a Amizade!

    ResponderEliminar
  10. Olá! Luisa

    Que lindo texto, artesão com sua sensibilidade e delicadeza vai fazendo sua obra de arte a cada dia, nos somos como ele fazendo a nossa obra de arte em nossas vidas.


    beijos, e agradeço o carinho de suas visitas no meu cantinho.

    ResponderEliminar
  11. Luisa, somos mesmos artesãos de nossa própria vida, de nossa própria história. Pena que, às vezes, nos falte talento.

    Uma noite de paz!

    Bjs.

    ResponderEliminar
  12. LUÍSA

    Quero que recebas o meu BOM DIA bem cedo (e já estou a pé há uma hora...).

    ResponderEliminar
  13. Obrigada pelo carinho, Luisa...!!

    Escrevo para não explodir e saber que tem quem curta minhas piras, me deixa muito feliz!!! Ainda mais se quem curte é alguém assim como vc...rs!

    beijokass!!

    Adoro teus textos...viciei! =*

    ResponderEliminar
  14. Olá, bela fotografia...belo texto...Espctacular....
    Beijos

    ResponderEliminar
  15. Olá Luisa

    Mãos enrrugadas
    moldando o barro
    há sua medida
    e o artesão
    para ganhar o pão
    e a sua vida

    Beijinho José

    ResponderEliminar
  16. GRANDE!!!!
    é o que voce é:)))!!!!
    beijos

    ResponderEliminar
  17. e toda a roda, e louva-se ainda este labor.

    ResponderEliminar
  18. Passei e vi o torno, a roda como chamam os portugueses...
    Encanta-me ler o que dizes sobre essa arte que é minha e que faço-a minha vida.
    beijos

    ResponderEliminar

Olhares de perto